Método A ESFINGE: como vencer determinadas dificuldades?

Tomei conhecimento do Método A Esfinge no início deste ano de 2010. Foi no Curso “Técnicas Avançadas de Tarot”, ministrado pela minha Professora Luciene Ferreira. Quem o criou foi meu colega e amigo Marcelo Martuchelle (em breve, vocês lerão a entrevista dele aqui no Blog). 
Quando joguei pela primeira vez, fiquei impressionado! É um método criado para analisar dificuldades que o consulente apresenta diante de determinadas situações ou atividades. E não consegue entender as causas ou encontrar a saída. Revela o que está por trás dessas dificuldades e aponta o caminho para a solução. 
É formado por cinco Casas. A Casa 5 fica acima. As Casas 2, 1 e 4 numa linha abaixo da 5, nessa ordem da esquerda para a direita. A Casa 1 fica abaixo da 5. Ou seja, no centro. Abaixo da 1 vem a Casa 3. Em outras palavras, é uma cruz. A 2 é o braço esquerdo, a 4 o direito. A 5 acima e a 3 abaixo. Com a 1 no centro. 
Eis os significados de cada Casa do Método A Esfinge:
Casa 1: O Enigma – o problema em questão
Casa 2: As Causas – por que age desta forma?
Casa 3: A Origem – quando e como surgiu esse problema?
Casa 4: O Segredo da Esfinge – conselho para solucionar o problema
Casa 5: A Resposta da Esfinge – resultado final
Resolvi jogar para mim. Vou contextualizar minha dificuldade atual. Eu sempre gostei de livros e filmes de suspense. E venho escrevendo contos de suspense há alguns anos. Em 2009, participei da Bienal do Livro do Rio de Janeiro. Um dos meus contos (Na Mente do Psicopata) foi publicado junto com outros 21 contos no livro Beco do Crime. No início deste ano de 2010, outro conto de suspense meu (chamado Ron) foi publicado em outro livro: Assassinos S/A – volume II. Todos pela Editora Multifoco.
Desde então, não consegui escrever mais nenhum conto. Tentei algumas vezes, mas estou completamente travado. Sempre quis ser um escritor, não somente de livros técnicos de Astrologia, Numerologia e Tarot. Quero ser um escritor de romances policiais. Só que estou seco. 
Há um mês, um grande amigo meu, diretor de cinema, me convidou para escrever um roteiro de um curta-metragem junto com ele. Eu disse ao meu amigo que estou seco. Mas aceitei assim mesmo. Estamos gradativamente construindo o roteiro.

Então, parece que toda minha inspiração e disposição para escrever contos, livros ou roteiros de suspense minguou. Tudo bem que neste ano minha produção nos blogs e em produtos de numerologia para o Personare está a mil. Mas eu sempre consegui administrar o meu tempo e escrever também meus contos de suspense, nem que seja exclusivamente para mim, para meu bel prazer, sem publicá-los em nenhum lugar. Só que não estou conseguindo escrever mais nessa linha. 

Assim, decidi saber mais sobre essa minha dificuldade em escrever contos de suspense e desenvolver meu sonho de ser escritor de romances policiais. Joguei o Método A Esfinge. Vamos lá!

Casa 1: imperatriz / rainha de ouros
Casa 2: estrela / 9 de ouros
Casa 3: sol / 4 de paus
Casa 4: enamorado / rainha de copas
Casa 5: carro / as de copas

INTERPRETAÇÃO:

Casa 1 (o problema em questão): o problema vinculado à arte de escrever romances policiais (Casa 1) gira em torno da criatividade (Imperatriz) organizada, metódica e prática (rainha de ouros). Pode ser o problema (Casa 1) de ter reagido (Arcano Menor) com muita acomodação e lentidão (rainha de ouros) diante do que prazerosamente criei inicialmente (imperatriz): meus dois contos de suspense publicados. 

Casa 2 (por que age desta forma): Porque (Casa 2) estou com preguiça (Estrela) de me dedicar com disciplina, perseverança e confiança em meus recursos (9 de Ouros) para escrever romances policiais.

Casa 3 (quando e como surgiu): Quando fui bem-sucedido (Sol) ao vencer os desafios de publicar meus dois contos junto com outros escritores (4 de Paus). Após a publicação deste ano, eu fiquei satisfeito e acomodei.

Casa 4 (conselho para solucionar o problema): Vencer a indecisão (Enamorado) e a passividade/comodismo (rainha de copas) ao decidir me comprometer (Enamorado) com o tanto de satisfação emocional que me proporciona (Rainha de Copas) escrever contos e livros de suspense.

Casa 5 (resultado final): Eu preciso ter mais dinamismo, coragem e ousadia para encarar os desafios (Carro) desse projeto satisfatório e nutritivo (As de Copas) voltado para a escrita de contos de suspense e romances policiais. E aceitar o desafio (Carro) desse novo projeto que merece um envolvimento prazeroso (As de Copas) de escrever o roteiro junto com meu amigo cineasta. 

Obs.: A primeira pessoa que comentar aqui no Blog, NESTE post, ganhará a interpretação do MÉTODO A ESFINGE para alguma dificuldade que ela vive no momento e quer entender melhor, a fim de vencê-la. E me autorizar a publicar aqui no Blog. Portanto, precisa dizer no comentário qual a dificuldade que está vivendo. 

Beijãozão nocês…
Yub