Jogo de Tarot da Semana (US OPEN): Nadal X Djokovic – Quem será o Campeão?

Hoje é dia de fazer previsões aqui no Blog. Porque neste Domingo teremos a final do U.S. Open de tênis masculino. O espanhol Rafael Nadal versus o sérvio Novak Djokovic. Quem será o Campeão?
Como adoro a adrenalina de acertar uma previsão pública, perguntei ao Tarot quem seria o Campeão. Joguei um Pèladan para cada jogador. Vamos a eles!
Pergunta: O espanhol RAFAEL NADAL será o campeão do torneio de tênis U.S. Open, ao vencer o sérvio Novak Djokovic, neste Domingo, dia 12/09/2010?
Casa 1 (o que está favorável de ocorrer a Rafael Nadal nesta final do US Open): Imperatriz / 5 de paus)
Casa 2 (qual o maior desafio para Rafael Nadal nesta final do US Open): Sol / 5 de Espadas
Casa 3 (como será o desenrolar desta final para Rafael Nadal): Lua / 3 de ouros
Casa 4 (qual será o resultado desta final para Rafael Nadal): Força / Rei de Paus
Casa 5 (como Rafael Nadal irá encarar esta final do US Open): Mago / 7 de Copas
Pergunta: O sérvio NOVAK DJOKOVIC será o campeão do torneio de tênis U.S. Open, ao vencer o espanhol Rafael Nadal, neste Domingo, dia 12/09/2010?
Casa 1 (o que está favorável de ocorrer a Novak Djokovic nesta final do US Open): Força / pajem de espadas
Casa 2 (qual o maior desafio para Djokovic nesta final do US Open): Julgamento / 3 de ouros
Casa 3 (como será o desenrolar desta final para Djokovic): Lua / 2 de paus
Casa 4 (qual será o resultado desta final para Djokovic): Imperatriz / 4 de espadas
Casa 5 (como Djokovic irá encarar esta final do US Open): Sacerdotisa / 8 de ouros
Numa observação geral de cada Pèladan, creio que RAFAEL NADAL tem mais chances de ser o campeão do US Open neste Domingo. Mas vamos à análise detalhada, a fim de verificar se essa impressão inicial se mantém.
INTERPRETAÇÃO:
Vamos ver o que está favorável de ocorrer a cada jogador nesta final? Eis um assunto da Casa 1. Na Casa 1 de Rafael Nadal, temos o par IMPERATRIZ / 5 DE PAUS. A Imperatriz simboliza criatividade, crescimento, expansão e os primeiros frutos (resultados) de algo que empreende. O 5 de Paus é a imagem arquetípica da competição, do espírito esportivo, da batalha sincera, criativa e corajosa para vencer os obstáculos (principalmente os iniciais, que podem parecer que nada está dando certo).
Portanto, é bem provável que Rafael Nadal jogue (Casa 1) de modo bem criativo, natural, espontâneo e solto (Imperatriz), ao lidar corajosamente e confiantemente para superar obstáculos, principalmente os iniciais (5 de Paus) desta partida contra Djokovic.
Novak Djokovic tem na Casa 1 o par FORÇA / PAJEM DE ESPADAS. O próprio nome do Arcano 11 do Tarot revela o tremendo esforço que se demanda para se dominar (a impulsividade, os instintos e as paixões inflamadas) os obstáculos e desafios. Já o Pajem de Espadas revela uma atmosfera de competição, agressividade, conflito e embate.
Assim, está favorável de ocorrer ao sérvio (Casa 1) uma significativa batalha (Força e Pajem de Espadas) marcada por muita tensão (Força e Pajem de Espadas). Tanto A Força quanto o naipe de Espadas representam situações muito tensas. E quando dois pares se juntam, um tende a intensificar características do outro que são comuns a ambos. Então, Djokovic estará muito tenso e procurando dominar essa tensão, essa ferrenha vontade de ganhar.
Então, comparando as Casas 1 de cada finalista, parece que Nadal estará mais solto na partida. Enquanto Novak Djokovic estará bem mais tenso e procurando dominar essa tensão e agressividade.
Gosto sempre de unir Casa 1 e Casa 5 para sabermos o que está disponível de ocorrer na vida do consulente e na questão abordada por meio do Pèladan. A Casa 5 revela bastante da expectativa do consulente, como ele está encarando a situação abordada ao Tarot e reagindo frente à mesma.
Nadal tem a Casa 5 com MAGO / 7 DE COPAS. O Mago é o símbolo da habilidade manual. Para um esporte como o tênis, em que a habilidade manual é crucial, isso pode ser um ponto a favor para o espanhol nesta final do US Open. Além da criatividade, versatilidade e jogo de cintura – características notórias representadas pelo Mago. A questão é que o Arcano 1 vem acompanhado do misterioso e nebuloso 7 de Copas. Esse Arcano merecerá um post exclusivo, com reflexões e compartilhar de experiências sobre o que tenho percebido na prática quando tal Carta aparece. Mas, aqui, já posso adiantar que o 7 de Copas ou é uma baita decepção ou uma mega felicidade de realizar um grande sonho. Vejo ambos os casos, ou melhor, os dois extremos podendo ocorrer quando o 7 de Copas dá o ar de sua graça.
Djokovic tem na Casa 5 o par A SACERDOTISA / 8 DE OUROS. A Sacerdotisa é uma estrategista. Inteligente, sábia e observadora. Representa aquela situação em que não nos arriscamos. Nós estudamos o adversário e procuramos atrair as condições por meio das quais conseguiremos o que queremos. O 8 de Ouros é a Carta do Aprendiz. Geralmente, quando ele sai, é um indício de que precisamos desenvolver mais habilidade e competência na situação abordada. No caso, uma partida de tênis, pode indicar a postura paciente e estratégica (Sacerdotisa) de Djokovic desenvolver mais experiência, habilidade e competência (8 de ouros) para vencer Nadal.
Unindo Casa 1 e Casa 5 para cada jogador, Djokovic pode estar mais travado (força e sacerdotisa). Pode demorar (sacerdotisa) a entrar no jogo e demonstrar suas habilidades (8 de ouros). Talvez por ter de controlar a tensão, a ansiedade e o voraz desejo de vencer (força), tamanho o impulso competitivo e agressivo que estará permeando sua atmosfera mental (pajem de espadas).
OBS.: Será que Djokovic considera que pode ganhar de Nadal pelo preparo físico? Por isso sua estratégia (sacerdotisa) de esperar o melhor momento (sacerdotisa) de demonstrar sua competência (8 de ouros)? E de segurar seu impulso, sua agressividade e seu intenso desejo de vencer (força/pajem de espadas), justamente para que mais para a frente na partida, quando Nadal estiver mais cansado, o sérvio possa ir com tudo e vencer no preparo físico?
Vamos ver qual será o maior desafio a ser superado por cada tenista? Eis um assunto para a Casa 2 do Pèladan.
Nadal tem a Casa 2 com Sol / 5 de espadas. Talvez o maior desafio dele nesta final (Casa 2)seja um excesso de autoconfiança (Sol) que o levará a querer ganhar rapidamente e a qualquer custo (5 de espadas). Djokovic terá como maior desafio nesta final (Casa 2) ressurgir na partida com novo ânimo e maior compromisso/maturidade (Julgamento) para obter resultados positivos palpáveis (3 de Ouros).
Bom, parece que um perfil talvez esteja se delineando. Nadal joga solto, criativo e competitivo. Com habilidade, versatilidade e jogo de cintura, além da habilidade manual, ele acredita que ganhará. E isso o faz considerar/sonhar que ganhará fácil e rápido. E o perigo poderá se encontrar aí (Casa 2), nessa vaidade (sol) de conseguir ganhar rápido e espertamente (5 de espadas).
Djokovic possivelmente estará tenso, travado e evoluindo gradativamente. Aos poucos, procurará se dominar, dominar sua impulsividade, agressividade e desejo intenso de ganhar. E seu grande desafio, o maior obstáculo que encontrará nesta final (Casa 2), será o de renascer na partida (julgamento) e obter alguns resultados positivos (3 de ouros) com essa recuperação um pouco tardia (julgamento e sacerdotisa em conjuntos).
O desenrolar da partida para cada jogador é visto através do par de Arcanos na Casa 3. E o interessante é que tanto Nadal quanto Djokovic têm o Arcano 18 como Arcano Maior na Casa 3. Ou seja, oscilações e instabilidades poderão ocorrer durante o jogo, tanto para um lado quanto para outro. Porém, por Nadal ter o 3 de Ouros acompanhando a Lua, essa instabilidade e oscilação (Lua) no decorrer do jogo (Casa 3) poderá resultar em melhores proveitos (3 de Ouros) para o espanhol. Enquanto que o sérvio Djokovic se deparará com vários obstáculos, oposições e bloqueios à sua expansão/crescimento (2 de Paus) na partida, por conta dessas oscilações (Lua).
Talvez ao final da partida (Casa 4) o sérvio realmente demonstre uma melhora, um crescimento (imperatriz). Mas não o suficiente, uma vez que a Imperatriz de sua Casa 4 vem acompanhada dos bloqueios e impedimentos do 4 de Espadas. Ele reavaliará bastante (4 de Espadas) seu desempenho no jogo. E procurará refletir (sacerdotisa) sobre o que precisa aprimorar (8 de ouros) para conseguir ter mais competência de vencer o Nadal em próximas oportunidades.
Nadal poderá chegar ao final do jogo (Casa 4) tendo de fazer um esforço maior (força) para superar os obstáculos (força) em função da melhora/do crescimento (imperatriz na Casa 4 do sérvio) de Djokovic. Mas com madura autoconfiança (rei de paus), tem tudo para ser o ganhador desta partida (rei de paus).
Então, diante do que consegui analisar, é bem provável que RAFAEL NADAL SERÁ O CAMPEÃO DO US OPEN 2010.
Beijãozão nocês…
Yub