O Signo que está na Casa 12 é o que nos APRISIONA na vida!!!

Aqueles que me leem nestes anos todos de escrita pela internet sabem do meu fascínio pelas Casas 8 e 12. Inclusive, já escrevi bastante a respeito. Mas não me canso de continuar refletindo e aprofundando na dinâmica dessas Casas.

Como tenho o mapa de algumas pessoas em minha memória e muitas delas estão no facebook – isso me permite acompanha-las. Eu considero o facebook um big brother permanente para eu aprender com a experiência de meus contatos. Sem contar as pessoas que observo no dia-a-dia, sem as naturais deturpações da vida virtual. E, claro, eu mesmo sou o maior cobaia de mim mesmo nesta vida… rsrs

É a partir desse olhar que vou escrever a respeito de um detalhe que tem me chamado atenção há algum tempinho sobre a Casa 12.

Ela é considerada a Casa dos INIMIGOS OCULTOS. Dizem por aí que a Casa 7 representa os INIMIGOS DECLARADOS. E a 12 aqueles que temos dificuldade de identificar e nos proteger.

Porém, creio que você já me conhece o suficiente para saber que eu considero nós mesmos como o nosso PIOR INIMIGO. Somos o inimigo oculto mais perigoso de nós mesmos… rsrs Mesmo sendo declarado isso rsrs, não vemos facilmente o que fazemos conosco que tanto nos aprisiona, nos sabota e nos detona.

E a Casa 12 é justamente esse reino abissal do inconsciente. O Signo que está ali (bem como Planeta/s) tende a representar os tipos de características que tendem a nos APRISIONAR na vida. Ficamos preso (Casa 12) na vivência dessas características. Mas não uma vivência comum…. não… A Casa 12 tradicionalmente é regida por Júpiter. Na verdade, Peixes na Astrologia Tradicional é regido por Júpiter (e desde quando Urano, Netuno e Plutão entraram no panteão zodiacal, Netuno é considerado corregente de Peixes). Peixes tem seu domicílio na Casa 12.

E Júpiter – regente de Peixes -, putz, é o EXAGERO!!

Então, as características do Signo que está na cúspide da Casa 12 (ou do Signo que tem algum astro na 12,
mesmo este signo não estando no início dessa Casa) vai mostrar que o EXAGERO (para mais ou para menos) na expressão desse Signo será o FATOR MAIS FORTE QUE NOS APRISIONARÁ.

Por exemplo: quem tem Ascendente em Touro e Áries na Casa 12. Essa pessoa, por EXAGERAR no ímpeto de iniciar projetos na cara e na coragem, de enfrentar impulsivamente novos desafios e de acreditar que vencerá competições e figuras de autoridade com facilidade, graças a uma autoconfiança ariana bem inocente, vai se estrepar… Ou mesmo a pessoa que EXAGERA na insegurança de iniciar as coisas, de enfrentar a vida, de buscar a independência e na recusa em ser competitivo, também vai se estrepar.

Ou seja, o EXAGERO na expressão do que há de positivo e de negativo do Signo da Casa 12 irá nos aprisionar e gerar um efeito kármico (isso é a cara da 12 que pode ser a bênção ou o azar de colher aquilo que semeamos anteriormente) diante do qual ficaremos presos.

Não por acaso o Pendurado do Tarot é o Arcano 12. Ele tem uma dinâmica bem semelhante a esta Casa Astrológica.

Outro exemplo: Uma pessoa que tem o Ascendente em Áries e Peixes na Casa 12. Se ela EXAGERAR em querer salvar as pessoas, em renunciar excessivamente a si mesma para se sacrificar em ajudar as pessoas, ela dançará bonito… se prejudicará totalmente. Do mesmo modo, se essa pessoa EXAGERAR no misticismo, em ver tudo como espiritual, macumba, trabalho feito, sendo uma esquisotérica e deixando sua imaginação ser devorada por monstros imaginários e espirituais da pior estirpe umbralina, vai se aprisionar por conta disso. E também pelo outro extremo do exagero. O de ser completamente cética, não acreditar em nada de espiritual, de religiosidade, do invisível, como muitos piscianos fazem para tentar, quem sabe, travarem a forte sensibilidade emocional e psíquica que sentem em si…

Então, o exagero das características do Signo da 12, bem como da expressão dos significados do(s) planeta(s) nesta Casa, fará a pessoa se aprisionar e ser fortemente sua pior inimiga…

Beijãozão nocês…
Yub

Reflexões sobre a Casa 12


A Casa 12 é a última do Zodíaco, denotando o fim de um ciclo que se iniciou no nascimento (Ascendente/Casa 1). Portanto, é uma área da vida onde recebemos as conseqüências de tudo aquilo que plantamos, semeamos, regamos, desenvolvemos, cuidamos, aprimoramos e expressamos na vida, seja algo considerado positivo ou negativo. Daí a associação desta área da vida com o Karma (leia de ação e reação). Também é uma Casa Oculta, que guarda segredos e situações escondidas, uma vez que ela é anterior ao Ascendente. É a gestação de tudo aquilo que vai nascer quando irromper pela Casa 1 em um novo ciclo. Daí também o seu caráter de introspecção, reflexão, assimilação das experiências vividas como maneira de absorver tudo isso em nossa essência espiritual de modo a utilizarmos o aprendizado dessas vivências nos novos ciclos. Em termos essenciais, a Casa 12 mostra ainda a oportunidade para nos unirmos ao “espírito de Deus” novamente: depois da expulsão do Paraíso e de todas as situações vividas, chegamos ao ponto de retornarmos à Casa do Pai. Isso implica que é uma área da vida vinculada à busca pelo sentimento de unicidade com o Cristo Interno, com a Centelha Divina que habita cada um de nós, no mais apropriado do significado do termo Re-ligare. Assim, o Signo da Casa 12 vai mostrar o estilo e o colorido do Karma que recebemos da Vida a partir daquilo que vivemos, bem como nossa maneira de atingir a plena integração psíquica: o sentimento de unicidade por vivenciarmos nossa natureza divina. Além de poder mostrar comportamentos e dinâmicas comportamentais aparentemente ocultas, invisíveis, não tão escancaradas em nosso existir diário.

 Então, caso a pessoa tenha, por exemplo, o Signo de Touro ocupando a Cúspide da Casa 12, isso mostra que ela pode atingir Deus (Casa 12) ao transmitir paz, harmonia e simplicidade (Touro) às pessoas, sendo capaz de ofertar humanitariamente (Casa 12) sua segurança e sua estabilidade, sua força de vontade, sua determinação, sua perseverança, seu espírito maternal e nutridor (Touro) às pessoas. Ela pode esconder (Casa 12) suas necessidades práticas, sua ânsia por segurança e estabilidade material, sua feminilidade maternal, sua sensualidade, suas ambições mundanas (Casa 12). Pode ser que o que ela recebe da vida em termos kármicos (Casa 12) envolva a privação (casa 12) da capacidade de alimentar-se a si mesma, de ofertar sua segurança e estabilidade às pessoas, de cuidar e alimentar praticamente as pessoas (Touro). Ou pode se ver privada (Casa 12) dos cuidados práticos, maternos, carinhosos, nutridores, sentindo a falta de uma estabilidade e uma segurança na vida (Touro). Qualquer Planeta na Casa 12 vai ter uma função de difícil integração consciente na psique da pessoa, denotando alguns tipos de Karma que ela pode receber em conseqüência daquilo que vivenciou e ofertou ao mundo; pode denotar também uma função importantíssima para ela expressar humanitariamente às pessoas – comportamento este que poderá ajudá-la, e muito, a reconhecer sua natureza divina e entrar em contato com sua Centelha Divina. Assim, caso a pessoa tenha o Planeta Marte na Casa 12, muito provavelmente, precisará contatar sua natureza guerreira, sua coragem e sua vontade (Marte) através de situações aparentemente inconscientes (Casa 12) a partir das quais se envolve, tais como brigas e inimigos ocultos, anulação da sua vontade e assertividade em relação ao desejo de outras pessoas que a subjugam e a anulam, medo de demonstrar agressividade e sentir-se culpada pelos efeitos de sua vontade, etc. Essas situações para uma pessoa com Marte na 12 podem acontecer talvez como sinalizadores para ela mergulhar em si mesma e descobrir complexos, culpas, medos, traumas e posturas autossabotadoras que vem adotando ou que vem percebendo em outras pessoas para, assim, conscientizar-se de que ela pode colocar a sua vontade a serviço de ideais humanitários, e, assim, lutar pelo aperfeiçoamento evolutivo de outros também, sentir-se mais ligada à sua natureza divina, em contato com seu Mestre Interno.

Uma pessoa querida, certa vez, me perguntou sobre a interpretação de sua Lua em Escorpião na Casa 12. Eis o que escrevi para ela na respectiva ocasião.

Qualquer Planeta na Casa 12 pode representar um impulso (Planeta) difícil de ser identificado e contactado por nós (Casa 12). Por isso, ele pode ser canalizado (o que ele representa) de uma maneira muito inconsciente (Casa 12). Ou seja, a gente o expressa sem ter muita consciência dele.

Então, toda sua ânsia por segurança emocional (por sentir-se nutrida por intensos e profundos contatos emocionais e íntimos) – Lua em Escorpião – pode não ser facilmente identificada, percebida, aceita e reconhecida por vc (Casa 12). 

Porém, essa necessidade existe e vai sempre chamar-lhe a atenção, querendo ser vivida/satisfeita. Seus sonhos, inclusive, podem ser cinematográficos e muito impactantes. 

Como tal posicionamento está na Casa 12 (área do inconsciente), os seus SONHOS (Casa 12) podem ser coloridos por uma carga emocional, por cenas fortíssimas e pelo contato com seu lado sombra (Escorpião).

Questões que envolvem renascer das cinzas (escorpião) para lidar com seu lado maternal, feminino, yin, emocional e nutritivo (Lua) podem ser kármicas (Casa 12) em sua vida. Questões de saúde (Lua) também.

Como assim Khármicas? Podem ter alguns bloqueios, exigir alguns sacrifícios, envolver algumas perdas e situações muito intensas/exigentes (Casa 12) a fim de serem melhor compreendidas para poder ressurgir (Escorpião) diante das mesmas e, com isso, sentir-se bem, nutrida (Lua).

Pode ser que vc seja levada pela vida a se doar e se entregar (Casa 12) de corpo e alma (Escorpião) a alguma mulher (seja mãe, avó, etc) – Lua – como meio de curar certas feridas (Escorpião) com o seu feminino (Lua).

Ou as questões que envolvem sua mãe, sua avó e as mulheres da família (lua) estejam envoltas de muitos mistérios (Casa 12 e Escorpião) que te impelem a investigar e tentar compreender (Escorpião) essa forte influência inconsciente (Casa 12) sobre sua vida e seu modo de canalizar as características femininas (Lua).

Eu tenho a Lua em Escorpião também numa casa do inconsciente: a Casa 8. Sempre sou levado a cavar fundo em muitos enroscos psicológicos que herdei de minha mãe, minhas irmãs e minha família (Lua), principalmente a nível sexual, financeiro, psíquico, emocional e íntimo (Casa 8). 


A sua está na Casa 12, o que aumenta ainda mais essa necessidade de cavar fundo para desvendar tais mistérios, principalmente envolvendo questões de traíção, confiança, entrega, vulnerabilidade e capacidade de ressurgir das cinzas (Escorpião).

E você, Leitor(a)? Qual é o Signo que ocupa sua Casa 12? Como você o vive ao buscar se doar e atingir um sentimento de unicidade com a Vida?  Há algum Planeta em sua Casa 12? Como ele colore sua maneira de sintonizar-se com as realidades espirituais, inconscientes, psíquicas a partir das quais pode ofertar a sabedoria adquirida? Como você busca integrar o que ele simboliza nos assuntos da Casa 12?

Beijãozão nocês…
Yub

Trânsitos na Casa 12 ou no Signo anterior ao nosso: o que estamos gestando?

Bom, pra mim, há dois Mapas Natais que funcionam. Aquele que colocamos nosso signo solar na posição do ascendente (é o que Susan Müller utiliza para as previsões de seu site) e o “normal”, aquele da data de nascimento com o seu respectivo horário e local.

Por isso, se você é de Capricórnio, qual o Signo anterior? Sagitário. Então, quando houver trânsito de algum Planeta por esse Signo, pode saber que estará na sua Casa 12. E também pelo Signo que está na sua Casa 12 no Mapa Astral costumeiro.

O Ascendente é o marco do nascimento! É o ponto que simboliza o NASCER!

Assim, o planeta que passa pela Casa 12 está em processo de gestação. Quando chegar o tempo em que passará pelo Ascendente, isso quer dizer que ele nascerá de forma bem notória em sua psique, em sua vida. Ou seja, você será caracterizado de forma explícita pelo jeitão de ser deste Planeta.

 Bom, no meu mapa natal solar, como tenho sol em capricórnio, Plutão transitou por Sagitário durante muitos anos ali na minha 12. (tenho Netuno, Vênus e Mercúrio em Sagitário, portanto, já estão ali na 12 – daí o fato de gostar de doar os meus conhecimentos e minhas percepções). Como tenho Ascendente em Áries (a 14 graus), Urano vem transitando pela minha 12 há alguns anos.

Plutão tem nascido em mim. Urano nascerá.

Percebi o quanto meu envolvimento com a autohipnose tem tudo a ver com Urano na Casa 12. Em março de 2011 Urano entrou definitivamente neste signo…

Quando digo que esse trânsito de um Planeta na 12 representa uma fase em que ele ficará ebulindo em sua mente inconsciente, eu noto que essa frase tem mais a ver com URANO na 12… Ebulir – num movimento frenético no local chamado psique/inconsciente – é o que venho vivendo desde 2011. Comecei a terapia junguiana justamente nesse ano de 2011. E o foco da terapia tem sido exatamente a busca da minha identidade individualizada (Urano em Áries). Coincide com o Ano Pessoal 1 na Numerologia desde janeiro de 2011. O 1 é a busca do eu, da identidade.

Se uma pessoa passa pelo trânsito de Marte pela Casa 12, pode ser que ela esteja gestando (casa 12) novas metas (Marte) e uma nova forma de agir (Marte).

Se alguém passa pelo trânsito de Vênus pela Casa 12, pode ser que ela esteja gestando (Casa 12) uma nova forma de se relacionar, uma disposição para estabelecer parcerias, um modo de lidar com dinheiro (Vênus).

Se alguém passa pelo Trânsito de Mercúrio pela Casa 12, pode ser que tal pessoa esteja gestando (Casa 12) vários projetos intelectuais e comunicativos (Mercúrio), refletindo sobre certos estudos e ideias que quer estudar e circular (Mercúrio).

Quando, nesse caso de Mercúrio, ele passar pelo Ascendente, tais ideias, nova forma de pensar e de se comunicar estarão mais claras e poderão ser visíveis, notórias, marcando a personalidade e a vida dessa pessoa durante a época em que esse Planeta transitará pela Casa 1 (ou por seu signo solar).

Uma maneira que ajuda a gente a passar por esse processo de gestação do planeta na 12 é justamente encarar esse astro (as características e atitudes associadas a ele) como algo que naturalmente aparentará estar aprisionado, renunciado. E que a forma de libertá-lo é entrar em contato com ele, sendo receptivo ao seu jeitão, acolhendo-o. Além de constatar que a melhor expressado se sua função ocorrerá se for canalizada para se sacrificar em prol do outro.

Por exemplo: sua independência, originalidade e individualidade (Urano em Áries) for buscada e desenvolvida em situações nas quais você se sacrificará saudavelmente em prol do outro (Casa 12). Tenho visto isto no caso da Sophia. Ela nasceu agora em janeiro de 2012. E este ano foi um ano de renunciar ao meu eu em prol do dela. Ao mesmo tempo, descobri que esse meu eu está sendo desenvolvido, tornado mais eu próprio, graças às tarefas de doação que um filho recém-nascido demanda.

A coragem, a iniciativa, a disposição em encarar situações novas, em arriscar, em ser eu mesmo (Urano em Áries) estão em harmonia para serem desenvolvidas em atividades de doação, renúnica pessoal, na conexão com a mente inconsciente, no trabalho com a espiritualidade, nas reflexões na calada da noite (Casa 12).

Beijãozão nocês…
Yub

Planetas na Casa 12: libertando-se de renúncias aprisionantes…

 

Na terça-feira, no café da manhã, eu conversava com a Cris sobre algumas pessoas que conhecemos. Relatava um sintoma que notava em comum nelas: a dor de cabeça.


Há vários posicionamentos astrológicos que podem retratar a POSSIBILIDADE de uma dor de cabeça crônica. Porém, nestas sobre as quais conversávamos, todas têm Marte na Casa 12.


O Signo de Áries rege a cabeça. E o planeta regente de Áries é Marte. Este, portanto, quando se encontra na 12 pode indicar uma dor de cabeça (Marte) misteriosa (Casa 12). A pessoa pode fazer vários exames para tentar averiguar o que está causando tamanha dor de cabeça crônica/enxaqueca – e não ser detectado uma causa geradora do problema.


Então, refletindo a respeito das possíveis causas, eu e a Cris fomos juntando o que tais pessoas já compartilharam conosco. E detectamos uma postura em comum. Sabe qual é?


São pessoas que renunciaram (Casa 12) à sua vontade (Marte). Sacrificaram (Casa 12) o seu querer (Marte) para fazer a vontade dos outros. Privaram-se (Casa 12) de suas metas pessoais (Marte).

A Casa 12 tem essa dinâmica. Renunciar a questões pessoais por achar que é um pecado reinvidicar tais atributos – no caso, do(s) Planeta(s) que ali se encontra. A culpa em viver o que tal Planeta simboliza para benefício pessoal é tão grande que preferem renunciar à expressão dessa faceta de sua natureza. Com isso, os sintomas chegam. E trazem complicações na vida de cada uma.

Assim:

Sol na Casa 12: pode renunciar ao que lhe dá prazer, ao que faz bem ao seu coração, à sua criatividade, ao seu ego/eu para que outros se destaquem, outros tenham prazer, outros se sintam bem. São pessoas que costumam submeter-se o seu eu a uma figura paternal, tal como o pai.

Lua na Casa 12: pode renunciar ao que lhe proporciona segurança, nutrição emocional em prol do que a mãe ou a família sentem que é o mais seguro e satisfatório para elas.

Mercúrio na Casa 12: pode renunciar a estudos, pesquisas e intercâmbios intelectuais com outras pessoas em função das opiniões, ideias e temas que os outros consideram relevantes. Podem se sacrificar em prol de um irmão ou parente próximo.

Vênus na Casa 12: pode renunciar ao amor, ao prazer e ao dinheiro em prol de uma pessoa parceira, do modo que esta acha correto, bem como em função da situação financeira de um cônjuge, sócio ou outra pessoa.

Marte na Casa 12: pode renunciar às suas metas pessoais, à sua própria vontade, aos seus projetos e ao seu querer em função do que o outro (principalmente homens, parceiros, etc.) quer.

Júpiter na Casa 12: pode renunciar à expansão social, ao saber, a viagens, a cursos e à fé em função da fé de outro, da religiosidade e dos padrões culturais do outro.

Saturno na Casa 12: pode renunciar às ambições, ao trabalho, à profissão e à vocação em função das ambições, status e metas profissionais de alguma outra figura de autoridade, como dos pais, por exemplo.

Urano, Netuno e Plutão ainda estou estudando sobre que tipos de renúncia são estas que as pessoas com tais planetas na 12 fazem…

O detalhe CRUCIAL da Casa 12 é que essa renúncia acima citada é a negativa. É a renúncia que aprisiona. Existe a renúncia que liberta. Falarei sobre ela num próximo post.

Beijãozão nocês…
Yub