A Estrela: a Clareza!

Ontem saí com o Arcano 17: A Estrela, como Arcano do Dia. Veja no desenho que a figura central está com um pé na água e outro na terra. Ela consegue transitar (pés) tanto pelo reino do inconsciente (água) quanto pelo terreno/material (terra).
Esse Arcano tem sim como um dos seus atributos a capacidade de compreender as questões do dia-a-dia. E também as mais profundas. Ela é o agente que une os afluentes, o rio, ao mar. Isto é, representa a capacidade que temos de buscar uma maior integração com o Self (nosso Cristo Interno). 
E como quem acompanha os posts neste blog exclusivo de Tarot sabe, eu gosto muito de ver a manifestação literal do desenho apresentado pelo Arcano na vida prática, diária. Tanto é que quando O Carro aparece, algo a ver com o carro literalmente (veículo) tende a se manifestar. 
Veja esta imagem:

Quando a noite está clara, ela nos permite, portanto, ver o céu com mais clareza. A noite tende a simbolizar o inconsciente. O dia tende a representar o consciente. Lua = inconsciente. Sol = consciente.
Na carta A Estrela, parece que há uma mescla de dia e noite. A clareza nas questões do consciente e do inconsciente se reforçam como atributo desta carta. E no caso da imagem acima, uma estrela cadente rompe o céu noturno.
Existe o ritual de se fazer  um pedido quando uma estrela cadente é vista por nós. E as estrelas são consideradas guias para os navegantes. São como um norte, apresentando uma localização direcionadora para aqueles que se locomovem à noite.
A Estrela do Tarot tem também essa função: apresentar um caminho a seguir, uma rota a trilhar, graças à integração consciente-inconsciente. Compartilhei agorinha lá no blog original a experiência que tive ontem na terapia (um mergulho consciente ao inconsciente).
Veja aqui:
Então, quando A Estrela surge em nosso jogo de Tarot, é um belo indicador do potencial de compreendermos questões práticas e do reino do inconsciente. E, com isso, adquirirmos mais clareza sobre o caminho a seguir…
Beijãozão nocês…
Yub

A Estrela: a passividade ao esperar um futuro melhor.

Quando comecei a estudar o Tarot, eu olhava para esta carta e nunca imaginava que A Estrela simbolizaria uma postura passiva. Só na prática passei a observar esse detalhe relevante de tal Arcano.
Impressionante como a preguiça se faz presente quando A Estrela sai num jogo – ou como Arcano do Dia. E é aquela passividade que fica refletindo sobre projetos futuros. Vislumbramos o teor promissor de uma ideia para o futuro. O risco é ficarmos apenas nessa idealização.
Mas é aquela história… se um Arcano representa um determinado movimento (como o rápido que O Carro simboliza ou o lento dA Sacerdotisa),  não dá para a gente querer violentar o símbolo e forçar a barra. Não adianta a gente querer mudar o ritmo do que ele simboliza. É preciso aceitá-lo e viver esse movimento que ele indica da melhor maneira possível.
A Sacerdotisa está sentada na carta. O Carro está em movimento numa carruagem. Ou seja, a própria posição das figuras desenhadas no Tarot nos revela sua dinâmica. E A Estrela? Reparem a posição dela (acima).
Agora veja se não parece com isto:

Será a partir dessas posições que isto poderá ocorrer:
Exato!!! A posição da Estrela é idêntica à dos corredores enquanto ESPERAM na sua raia para partir no rumo do que almejam conquistar: a linha de chegada e a vitória na competição. A postura-sequência da Carta dA Estrela é esta, de Bolt:
Ou seja, A Estrela é um Arcano de preparo, de espera para uma arrancada futura. Você visa algo promissor futuramente. E, para isso, precisa esperar o momento certo de avançar. É importante, nesse processo, se equilibrar, se preparar e renovar suas forças.
Também é fundamental a conexão com o transcendente/imanente: a sintonia com os céus preconizada pela Estrela. Bolt faz isso, justamente no momento em que espera na posição de largada em sua raia. Veja: 

Beijãozão nocês…
Yub