Seis de Ouros e o vampirismo: Até que ponto devemos ajudar o outro?

Eu sempre fui um cara que gostei de ajudar as pessoas. Mas grande parte da minha vida eu o fazia de um modo exagerado. Talvez por conta de uma tendência representada por Marte (regente do meu Ascendente) em conjunção com Netuno em Sagitário.

Marte é a ação. Netuno é a doação. Esta pode ser exagerada, justamente pelo fato de compensar alguma deficiência. No meu caso, eu não brigava pelas minhas metas (Marte). Eu ajudava as pessoas a brigar pelas metas delas.

Bom, como este é o blog de tarot, não vou me alongar nas questões astrológicas desse posicionamento. O que quero dizer é que não basta querer ajudar as pessoas; é preciso SABER COMO ajudar os outros. Porque me vi durante anos num processo de vampirismo, no qual eu mesmo me colocava nessa posição de ser sugado energeticamente.

Até que dei um basta. Parei de agir assim. Percebi que se eu cuidasse de mim e buscasse as minhas metas, estas poderiam servir de ajuda para as pessoas. Ou seja, quanto mais eu realizasse e conquistasse dinheiro e conhecimento, mais eu poderia doá-los com justiça. Eis o 6 de Ouros. Não dar um centavo a mais nem a menos, simbolicamente ou literalmente, ao outro.

Veja que na mão esquerda do moço que ocupa a posição central desta carta há uma balança. A balança da justiça. É o ajudar na justa medida. Porque senão o povo abusa. Porque senão o povo se acomoda. E começa a te explorar, querendo que você resolva os problemas da vida dele, sem ele ter o mérito do esforço e da autossuperação.

É aquela velha história de ensinar a pescar do que dar o peixe. O 6 de Ouros vem nos ensinar isso: não basta você soerguer o outro sendo uma nova muleta de dependência na vida dele. Você precisa ajuda-lo a se erguer, com ele se responsabilizando pelos erros e prejuízos de outrora (vividos no 5 de ouros). E buscando se recuperar de um modo mais sábio, porque aproveita a experiência adquirida pelo que viveu de carência e despreparo do 5 de ouros.

O 6 de ouros também nos ensina que não basta ter as melhores intenções de ajudar o outro. Quer um exemplo boboca?

Se você está andando à pé na rua e para um carro ao seu lado. O motorista lhe pergunta onde é determinada rua. Você pode ter as melhores intenções em ajudar, mas se você não souber onde fica tal rua, tal intenção não ajudará em nada.

Em outras palavras, você precisa ter o conhecimento e o preparo que lhe permitirão saber ajudar o outro.

Taí um tema bem Lua em Peixes de hoje… rsrs

Beijãozão nocês…
Yub

6 de Ouros: Não basta ajudar; é preciso SABER ajudar.

Cada personagem que aparece numa Carta de Tarot apresenta facetas de uma situação que tenderemos a viver. São espelhos que retratam uma circunstância que melhor representará determinada experiência vivida por  nós.
No caso do 6 de Ouros, há tanto duas pessoas sendo ajudadas quanto uma pessoa ajudando. Para ser ajudado, precisamos ter a humildade de receber bênçãos. O ato de ajoelhar simboliza essa atitude humilde de receptividade às bênçãos que nos ajudarão.
E para ajudar, precisamos ser competentes no tipo de ajuda que queremos oferecer. Foi o que aprendi há muitos anos com a mãe de uma amiga minha. Dalva era o nome da mãe. Damiane o da filha. Damiane estudava comigo na faculdade: Filosofia na PUC/MG. E sua mãe – além de três filhos biológicos – adotara mais de cinquenta crianças!!!
Exato! Fui muitas vezes na casa delas, conviver com todos. Dias gostosos… E Dalva me ensinou que não basta QUERER ajudar… é preciso SABER ajudar. Dalva, inclusive, escreveu o livro RESGATE DOS ANJOS.

Dalva sabia ajudar. Tinha essa competência. E o homem que oferece ajuda na carta também apresenta esse perfil de APTO A AJUDAR. Suas roupas denotam que ele tem recursos a serem oferecidos a quem deles precisa. O fato de segurar a balança na mão esquerda representa a capacidade dele de ser emocionalmente (mão esquerda) justo (balança) ao ofertar ajuda. 
Ontem, saí com o 6 de Ouros como Arcano do Dia. E foi dia de terapia. Ou seja, dia de eu ser ajudado por alguém competente, por um especialista nos assuntos psíquicos. 😉 
Beijãozão nocês…
Yub

6 de Ouros: ganhando presentes!

Já falei aqui no Blog que cada figura presente numa Carta de Tarot – tal como cada personagem que aparece em nossos sonhos quando dormimos – tende a representar uma faceta nossa. Podemos agir conforme qualquer dessas personagens tarológicas existentes em cada Arcano. No caso do 6 de Ouros, há duas pessoas que recebem as moedas de ouro e há uma que as oferece.
Ontem eu tirei como Arcano do Dia o SEIS DE OUROS. E foi um dia de receber presentes!!
:-))
À tarde, recebi da Equipe Personare um maravilhoso presente! Eu e a Cris ficamos MUITO felizes. Um voucher para passar um final de semana em uma das pousadas que escolhermos! Nós, que amamos viajar para locais tranquilos e curtir a natureza! A galera do Personare foi precisa na escolha desse presente!! VALEU, PESSOAL QUERIDO!!

À noite, eu recebo mais um presente!! A Cris comprou um DVD novo pra gente, já que o nosso estragara. Dá-lhe 6 de Ouros!!! :-))
Beijãozão nocês…
Yub