Tarô Arcano 15: o Diabo – Conquistador? Ou um sedutor? Existe diferença?

O Diabo no Tarô

A teoria ajuda MUITO. E a prática ENSINA demais!!!

É na experiência da consulta, ao jogar para mim mesmo (através do Arcano do Dia e de MÉTODOS de tiragem das cartas para responder certas perguntas) e ao receber o feedback de clientes e alunos que MAIS aprendo.

Sempre li que o Diabo conquista o que quer. Realiza suas ambições. Sua intensa (e muitas vezes obsessiva) vontade costuma ser realizada.

Daí passei a observar determinados jogos de algumas clientes. Principalmente na área afetiva. Seus envolvimentos românticos, quando o Diabo estava ali presente no jogo.

Mulheres que eram tremendamente seduzidas por homens que as deixavam absolutamente fascinadas por eles. Mas que não ia muito além disso. Mesmo levando-as para a cama, as deixavam molhadinhas, mas não trepavam. Na hora H, não rolava.

Seria esse um jeito ainda mais estratégico de deixar tais mulheres fascinadas por si?

Daí passei a me questionar:

– O Diabo realmente simboliza conquista? Ou ele apenas seduz?

A sedução não é uma conquista?

O Diabo: jogos de poder!

Vamos aproveitar que a Lua está em Escorpião neste dia (e fazendo quadratura com Sol-Marte em Aquário) para falar de uma faceta do Arcano XV. Sobre a tônica desse clima do dia, é só clicar aqui:
Ou seja, é um momento bacana para falarmos sobre jogos de poder! Um deles, bem interessante, é o dos amantes. Quando O Diabo sai no Templo de Afrodite, é impressionante o quanto aquela pessoa que está com esse Arcano em alguma Casa referente a si própria adota a seguinte estratégia.
A pessoa usa de diversos subterfúgios sedutores, tentadores, para fisgar a outra pessoa – e deixá-la simplesmente fascinada por ela.
Sabe aquele lance da mulher que evita transar no primeiro encontro e vai cozinhando o camarada até o cara ficar completamente apaixonado? É uma bela manifestação dO Diabo.
Por quê? Porque o objetivo dO Diabo, ou melhor, da pessoa com essa Carta no Templo de Afrodite, por exemplo, é de deixar a outra pessoa completamente obcecada por ela. Quer conquistar a pessoa de um modo sutil – e poderoso – primeiro. Antes de efetivamente se entregar a um relacionamento com a mesma.
O risco é a pessoa que usa dessas estratégias sedutoras só pensar exclusivamente em si, em seu bel prazer. Em seu bel prazer de CONQUISTA. “Pronto! Consegui deixar essa pessoa fascinada por mim. Eu a conquistei. Ela é minha.” E manter a relação nesse nível. Como se a outra pessoa fosse sua lacaia, sua serva. E ficar nesse nível dominador-submisso de relacionamento.
Como pode notar no desenho desse Arcano, o vínculo é aprisionante. O fascinado se confunde com o fascinador. A vítima vira o algoz. O algoz vira a vítima. E a prisão está decretada. Os jogos de controle-submissão viram a tônica deste envolvimento. O prazer é o prazer do domínio, do jogo sado-masoquista.
Culpa-se o outro por não te largar. Mas esquece-se que você criou o enredo desse drama obsessivo, compulsivo, aprisionador. Eis uma forma de prazer doentia simbolizada pelo Diabo no Tarot. O prazer de dominar o outro e encará-lo como seu lacaio, seu servo, seu dependente.
Beijãozão nocês…
Yub

O Diabo: O que te dá prazer???

Infelizmente, quando O Diabo sai no Tarot, existe uma tendência a reagir com temor. E essa reação quase instintiva pode desperdiçar a chance de vivermos o que essa Carta simboliza.
O foco do Arcano 15 é o PRAZER!! Sempre quando ele sai num jogo de Tarot, tal como Arcano do Dia, é essencial a gente se perguntar:
– O que me dá prazer? O que eu quero viver para sentir prazer?
Buscar realizar essa resposta será essencial. Afinal, quando O Diabo se faz presente, ele sinaliza uma baita vontade (ambição ferrenha) de buscarmos aquilo que gerará prazer em nossa vida.
Na verdade, o perigo dO Diabo está no modo como direcionaremos essa ambição. Porque existe um impulso compulsivo bem atuante em nós quando essa Carta nos representa. E, muitas vezes, vamos obsessivamente buscar o prazer. Essa obsessão é que pode nos levar a agir de forma escusa, perigosa, filha-da-puta.
Veja bem… Um ação bem compulsiva estará presente. O risco estará no exagero do emprego da mesma. Porque um pouco de obsessão por uma meta é até saudável. 
Todo campeão em alguma modalidade esportiva sabe disso. Bernardinho, técnico da seleção brasileira, sabe bem disso. Ele pode ser visto como um cara obcecado pela preparação, pelo treinamento, pelo aperfeiçoamento (tem Sol em Conjunção com Plutão em Virgem). E se não fosse essa obsessão saudável pelo aprimoramento, não teria chegado onde chegou.
Então, não se assuste se você se pegar obcecado por algo quando O Diabo surgir em seu jogo de Tarot. Com lucidez, com consciência, você saberá direcionar essa ambição de uma forma construtiva, a fim de obter o que tanto deseja. E essa conquista lhe dará um baita prazer. 
Beijãozão nocês…
Yub