Tarô: O Naipe de Espadas e a Raiva

Naipe de espadas

Se você tira um Arcano por Dia, isto é, o ARCANO DO DIA (ou um par de Arcanos a cada dia), você já deve ter percebido como você se sente quando alguma Carta do Naipe de Espadas está representando este período de 24 horas da sua vida, não é mesmo?

É impressionante o quanto a raiva tende a ser preponderante no Naipe de Espadas.

Aliás, eu considero a raiva sinônimo do Naipe de Espadas. Ela está sempre presente – de forma mais notória em algumas cartas ou menos evidente em outras desse naipe.

Por quê?

A fúria do naipe de Espadas no Tarot

Eu costumo dizer:

fotos-hulk

– Quer aprender Tarot? Então, vá vivenciá-lo!!!

 

Como, Yub?

 

Inicialmente, consigo mesmo!!

 

De que forma, Yub?

 

Tirando o par de Arcanos do dia! Um Arcano Maior e um Arcano Menor.

 

Se não quiser tirar o par, tire apenas UMA CARTA para retratar como SERÁ o seu dia.

 

Você pode saber qual carta é logo ao tirá-la. Ou pode deixa-la virada. E no final da noite, antes de dormir, você a vira para saber qual era.

 

Viva o seu dia intensamente. E com consciência dos sentimentos predominantes nesse respectivo dia. Quais foram os pensamentos que mais povoaram a sua mente? E suas reações? Como se comportou neste dia?

 

Se prestar atenção em você (e na Carta que saiu), e repetir essa experiência de tirar o Arcano do Dia durante meses, você aprenderá o Tarot de uma maneira linda. Porque apenas a PRÁTICA mostra realmente como os Arcanos se manifestam em nossa vida diária. Os símbolos e atributos que eles representam são mais claramente percebidos quando fazemos esse exercício de INTIMIDADE com o Tarot.

 Cavaleiro Espadas

Você perceberá que quando sai qualquer carta do naipe de Espadas, seu lado birrento, egoísta, explosivo, impaciente e até mesmo furioso dará o ar de sua graça.

 

Com o tempo, você observará quais Arcanos desse naipe são os mais “barraqueiros”.

 

Verá que quando sai o Cavaleiro de Espadas, sua impaciência quintuplica. E sua vontade de dizer as coisas “na lata”, foda-se se vai doer nos outros, é IMENSA.

 

Notará que quando a Rainha de Espadas simboliza-lo em determinado dia, seu lado maquiavélico altamente manipulador predominará.

 

Obs.: obviamente que quando seu cliente sai com o naipe de Espadas, ele vai te dar trabalho… rsrs Porque ele simplesmente quer o que quer e pronto! Você não precisa nem gastar sua energia para dissuadi-lo. Apenas dê o alerta, respeitando a vontade egoísta de seu cliente. Pelo menos o alertou. Não vai adiantar nada. E quando ele se estrepar, lembrará do que você disse. Todavia, já terá sido tarde demais… rsrs

 

O naipe de Espadas não pensa nos direitos dos outros. Ele apenas se foca no que quer. E quer controlar a tudo e a todos para que aconteça e obtenha o que quer. Se houver obstáculos, o barraco poderá rolar. A agressividade, a explosividade e a fúria poderão entrar em cena.

 

Puxa… o primeiro post do ano de 2014 fala justamente sobre esse tema?? A fúria do naipe de Espadas, Yub? Não tinha um assunto mais bonitinho e esperançoso pra falar não?

 

Tinha não… rsrs Ainda mais que iniciamos o ano novo com uma lunação altamente explosiva – com Marte em Libra ativando Sol-Mercúrio-Plutão em Capricórnio e Urano em Áries. 😀

 

Beijãozão nocês e um explosivo, ops, MAGNÍFICO 2014…

Yub

 

Naipe de Espadas: o poder do intelecto.

Quando li determinado trecho do livro “Significado psicológico dos motivos de redenção nos contos de fada”, da von Franz, considerei bem apropriado para esclarecer o quanto o naipe de Espadas no Tarot tem essa força – tanto construtiva quanto destrutiva. 
Veja:
“Tudo que é malévolo ou profano resulta sempre em dar à coisa essa atitude ‘não é outra coisa senão isto.’ Em discussões intelectuais, existem pessoas que parecem querer ter a última palavra, há na sua argumentação uma espécie de ímpeto contundente que não é necessário numa formulação intelectual. De um modo geral, a arrogante atitude intelectual origina-se em motivos inconscientes, como prestígio ou vontade de poder ou mecanismos de defesa contra o medo. Tais motivos inconscientes de medo ou astúcia etc. envenenam o instrumento de reflexão que o intelecto é.”
No Tarot de Rider-Waite, é impressionante o teor de sofrimento, dor, agonia e astúcia que prepondera no desenho das cartas do Naipe de Espadas. Esses sentimentos e comportamentos são resultantes de nossa postura orgulhosa, arrogante e medrosa.
Quando somos muito orgulhos e arrogantes, consideramos que apenas nós estamos certos. E procuramos impor aquilo que consideramos o certo (geralmente, esse “certo” é sinônimo daquilo que é melhor para nós, egoísticamente).
E quando estamos com medo, nossa inicial tendência é agredir, reagir com agressividade para que nossos temores não fiquem evidentes. São atitudes comuns quando o Naipe de Espadas se apresenta. 
Se o Naipe tem o nome de uma arma: Espada, já podemos apreender daí que demanda-se perícia para o uso da mesma. Responsabilidade, espírito de justiça e um hábil manejo da arma são atributos que precisamos desenvolver para não ferirmos ninguém, incluindo nós mesmos. 
Em outras palavras, parece que o Naipe de Espadas, em termos positivos, nos remete ao Bushido (o código de conduta dos Samurais). Tudo bem que há um certo radicalismo em alguns preceitos do Bushido, como o do seppuku, por exemplo. Mas isso é plenamente natural, porque o Naipe de Espadas tem um quê de radical mesmo.
Beijãozão nocês…
Yub