Signo de Peixes ativado nesta Lunação de Touro até 28/05/14

Vocês se lembram de que esta lunação taurina (iniciada dia 29/04/14 e que durará até 28/05/14) tem o Ascendente em Peixes (com Vênus cravada ali)? E Júpiter – seu regente – em Câncer?

Eis o MAPA DA LUNAÇÃO:

Lunação de Touro 2014

Eis o que escrevi sobre esse destaque/excesso de água (Peixes e Câncer são signos associados ao Elemento Água):

“(…) Será um indício de que as águas cairão abundantemente no solo da terra que marca o Elemento do Signo de Touro? Será que choverá bastante neste mês de Maio?

Ou será simplesmente um transbordamento de emoções? Maior sensibilidade emocional, comoção sentimental? Vamos ver…”

Neste link: http://yubmiranda.com.br/lua-nova-em-touro-e-as-previsoes-de-astrologia-para-a-semana-de-2804-a-040514/

Peixes é um Signo danado. Seu lado negativo é exageradamente catastrófico… Em uma palavra, é trágico.

Vi duas notícias hoje que me chamaram a atenção. Uma foi um deslizamento de terra no Afeganistão nesta sexta-feira, dia 02/05/14:

http://g1.globo.com/mundo/noticia/2014/05/deslizamento-de-terra-no-afeganistao-deixa-centenas-desaparecidos.html

A causa de até agora 350 mortos e mais de 2000 desaparecidos?

– Fortes chuvas (excesso de água).

Parente de vítima chora ao lado memorial com fitas que lembram mortos e desaparecidos no naufrágio do Sewol (Foto: Kim Hong-Ji/Reuters)

A segunda notícia é o naufrágio de uma balsa na Coréia do Sul:

http://g1.globo.com/mundo/noticia/2014/05/numero-de-mortos-em-naufragio-de-balsa-na-coreia-do-sul-sobe-para-226.html

Obs.: por mais que em outros países a Lunação de Touro possa ter um outro Ascendente que não seja Peixes, o planeta regente de Touro (Signo desta Lua Nova) é Vênus. E esta se encontrava em Peixes no início da Lunação.

Qual é o meu objetivo ao publicar essas duas notícias e linkar com esse destaque de Signos de Água nesta Lunação?

Trânsito de Saturno, nodos lunares, Signo de Peixes e o exemplo de Justin Bieber

Mapa Natal de Justin Bieber

 

Em minhas pesquisas sobre celebridades pela internet, a fim de usar seus mapas como exemplos práticos de aprendizado aqui no blog, tenho me deparado com uma notícia frequente: a possibilidade de Justin Bieber passar um tempo na prisão.

Na verdade, ele sentiu o gostinho de ser preso recentemente. No final de Janeiro de 2014, quando dirigia bêbado e praticava um “racha.”

Ele tem passado pelo trânsito de Saturno em Escorpião por sua Casa 12. E fazendo quadratura com o regente de seu Ascendente em Escorpião: Marte em Aquário na Casa 3 (conjunção com Mercúrio).

A Casa 12 é associada à PRISÃO – literalmente falando. Porque simboliza os locais em que ficamos “de molho”, aprisionados e demandando descanso, reflexão e cura.

E o mais interessante é ver o quanto o regente dessa planetada que Justin tem em Escorpião na Casa 12 descreve maravilhosamente bem os motivos que já o levaram a ser detido (e a quase ser detido).

Sabe que motivos são estes?

O Trânsito de NETUNO e a força da IMAGINAÇÃO nesta e na próxima semana

imaginação

 

Se você estiver sentindo mais sono a partir de hoje (19/02/14) até o meio da semana que vem (quarta-feira, dia 26/02/14), não se assuste. É Netuno em Peixes entrando em ação. Ativado pela entrada do Sol nesse Signo.

O sono exagerado costuma ser um forte indício da necessidade de relaxar mais nestes dias. E de dar asas à imaginação.

Porque se nós não tirarmos um tempo para esse descanso e meditação através do qual faremos um uso construtivo da IMAGINAÇÃO, o risco é de sermos invadidos por ondas imaginativas poderosas. E estas nos arrastarem para imaginar o PIOR, o NEGATIVO, o pessimista.

Eu fico impressionado com a capacidade de NETUNO e do SIGNO DE PEIXES formarem tsunâmicas ondas imaginativas ATERRADORAS ou SUBLIMES.

E tudo depende sabe de quê?

Prison Break e o SIGNO DE PEIXES!!

Há alguns anos, minha prima-irmã Marina havia sugerido a mim e à Cris para assistirmos a série Prison Break. Como na época acompanhávamos várias, estávamos completamente resistentes a começar uma nova. E fomos deixando de lado essa indicação da Byuzinha.

Porém, toda propaganda de Prison Break me chamava a atenção. Talvez porque sempre gostei de filmes em que o cenário é a prisão. E um dos livros que mais me marcou na adolescência foi PAPILLON.

 Na verdade, quando eu era criança, eu assisti o filme ao lado de meus pais. Lembro-me do ator Steve MacQueen; eles eram fãs dele. E da cena em que ele come uma barata. Aquilo me marcou. Em 2004, se não me engano, eu reli Papillon. Putz.. AMEI!!

E o que isso tem a ver com o Signo de Peixes??

Talvez comece pelo que me levou a ver esta série. Vivo escrevendo sobre sincronicidades lá no outro blog (o universo simbólico). Só que vivi uma experiência surreal: duas sincronicidades ocorrendo DENTRO DE MEU SONHO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

No próprio sonho, quando eu participava de um reality show, o BBB, intuíra a necessidade de assistir a série Prison Break. Mas não dei muita bola. Continuei tocando minha vida lá no sonho. Até que eu, andando pelo local onde estava, ouvi uma pessoa falar com outra sobre a série Prison Break. Aquilo me chamou a atenção. Considerei uma sincronicidade: eu pensando em assistir e uma conversa alheia a mim falando sobre a série. Continuei andando e mais uma vez ouço uma mulher falando com outra sobre um detalhe da série. Aí eu não tive como discordar. Era uma sincronicidade, uma confirmação da necessidade de assistir a série.

Ao acordar e anotar o sonho, já senti o impulso de começar a assistir Prison Break. Até que eu e Cris compramos o box com todas as temporadas. E estamos devorando… É viciante! Opa! Vício é um tema altamente pisciano. Assim como PRISÃO!!

Sim, a Casa 12 – domicílio de Peixes – é considerada a PRISÃO. Na verdade, qualquer tipo de prisão está indicada ali: a prisão propriamente dita, bem como os hospitais e manicômios – onde ficamos internados, presos, diante da necessidade de recuperar de algum problema de saúde (oposição à Casa 6 – da saúde – domicílio de Virgem). E também a prisão emocional, tipo da mulher que só se relaciona com homens casados e tem a “sina” de ser amante. De ser aquela que se relaciona escondido (Casa 12) com um homem.

Pessoas com problemas mentais, espirituais-mediúnicos, isto é, presas às correntes do irromper inconsciente e do campo psíquico/astral também são habitantes da Casa 12. Do mesmo modo, terapeutas, médiuns, sacerdotes e sacerdotisas, padres, pastores, gurus, médicos, enfim, profissionais que cuidam das dores da alma, dos sintomas/doenças.

Esse é o cenário de Prison Break: uma penitenciária! Muitos dizem que Peixes são muitos, representam tantos… por isso são ÓTIMOS atores, porque não se identificam apenas com uma persona. Elas são tantas pessoas numa só que fica fácil representar. Peixes tem essa versatilidade. E essa dispersão… quem sou se sou tudo isso e nada disso?

Por isso, muita gente fica brava com a gente de Peixes… Porque os consideram falsos, mentirosos… é porque Peixes vive numa confusão só. No fundo, são uma confusão… uma confusão de identidades… uma confusão de sentimentos. Basta a gente passar por trânsitos de Netuno ou por muitos Planetas em Peixes (como atualmente, dia 18/02 até 19/03, em que há trocentos planetas transitando por esse Signos) para sabermos o quanto é difícil saber o que vem da gente e o que vem do outro, dos outros.

Em outras palavras, os sentimentos se alteram, mudam, oscilam, se confundem, se misturam e nos enlouquecem. Porque estamos com determinado estado de espírito. E ao entrar em contato com outras pessoas, outros ambientes, novas correntes começam a navegar por nós e essas ondas psíquicas nos fazem mergulhar em estados emocionais diferentes do que sentíamos a dois segundos atrás… Mas que diabos!! O que é isso que estou sentindo? De onde vem? De quem? De mim? Do outro? De quem mais?

Por isso Peixes é o mistério… o incomensurável desconhecido que habita os oceanos inconscientes, o fundo do mar. Lembro de um primo querido (esse post está reverenciando meus primos) me perguntando sobre sua recente namorada (hoje sua esposa). Estávamos no sítio. Eu, Cris, ele e ela. Quando ele me fez essa pergunta, eu lhe perguntei:

– Você quer saber como ela é? Não sei… ela tem a Lua em Peixes. Ela pode ser tudo!

Quando falei isso, ele que estava ao lado dela, instintivamente se afastou e foi se distanciando dela. Eu apontei para a reação que ele estava tendo. E disse:

– Ela pode ser tudo que você quiser que ela seja… (e sorri). Ela captará isso e assim será… (mais risos).

Aí falei sério.

– As pessoas não deveriam me perguntar como é uma outra pessoa, quando essa pessoa é de Peixes, tem o Ascendente em Peixes ou a Lua em Peixes. Porque não dá para dizer…

Enfim, eu pretendia neste post fazer várias associações de Prison Break com o Signo de Peixes. Eu me dispersei. Isso é Peixes. Droga… Isso é também é Peixes… Não dá para cobrar uma lógica racional, um encadeamento cronometrado e um direcionamento ponderado. O caos entra e te guia. E você vai para onde a maré aponta.

Então, desculpa aí se te decepcionei… Não dá para exigir de Peixes algo que o formate, que o enquadre, que o aprisione. Aquário não é para peixe. E Aquário é um outro Signo. Não dá para Peixes entrar dentro do Aquário…

Terminou confuso? Então, terminou bem. Porque isso é Peixes.

Beijãozão nocês…
Yub

Virgem = Ritual / Peixes = o Sagrado

Estamos na Lunação de Virgem – o Signo dos Rituais. E a Lua Cheia desse final de semana e hoje está, obviamente, em Peixes – o Signo da conexão com o Transcendente/Imanente (Deus/Espiritualidade).
E agora há pouco tive o prazer de ler o que meu amigo Frank Oliveira (@FrankOliveira) escreveu sobre sua experiência nesse final de semana. Eu não vou falar nada. Só vou colar aqui o texto dele e o link para o Blog do Frank.
Eu e a Cris – que passaremos por esse processo de batismo no ano que vem (com o nascimento de nossa filha Sophia) – tivemos um impacto ainda maior quando lemos a experiência compartilhada pelo Frank. Foi de arrepiar, emocionar, sensibilizar, impactar…
Aqui está:
Padrinho Avô
Convidei o meu avô de 82 anos para ser o padrinho da minha filha no almoço desse domingo em família. Ele ficou desconcertado, não sabia o que dizer, mas disse assim mesmo o que pensava:

– Pela tradição, filho, não se pode recusar quando alguém te convida para afilhar uma criança, mas eu estou muito velho e padrinho tem que ser gente nova que possa cuidar da criança por toda a vida dela…

Padrinho e Madrinha? Batismo? Hum…e eu que sempre fui contra esse tipo de ritual, talvez até porque nunca soube o que era ter padrinho ou madrinha; não por não ter tido, lembro de rostos e nomes na infância, mas as pessoas que me apadrinharam ficaram perdidos no tempo, nunca foram presentes, e tem gente que se faz presente, mesmo ausente.

O meu avô me criou.

Como perdi meu pai muito cedo, ele sempre foi a figura paterna que mais me transmitiu os valores que eu precisava aprender em relação ao mundo em que vivíamos e ao mundo espiritual, ou seja, foi o meu verdadeiro “padrinho”.

Batizar vem da palavra grega βαπτίζω, que significa “mergulhar na água”, com uma conotação de purificação, já que a água “tudo lava”. Há também fontes que sugerem que a água também tinha a função de simbolizar o “renascimento” da pessoa que começava a trilhar um caminho espiritual.

A origem do batismo como o usamos hoje é judaíca e acabou sendo incorporada as religiões cristãs depois, que segundo a bíblia, Jesus foi batizado por seu primo João “Batista”, ou seja, “João, aquele que batiza”. Quanto a origem do termo “padrinho”; na época dos primeiros cristãos, quando eles tinham de se esconder, por causa da perseguição religiosa, as celebrações e rituais eram feitas na catacumbas da cidade, esotéricamente, e os rituais eram realizados somente em adultos. Então, quando alguém queria ser cristão, não podia simplesmente aparecer no lugar do ritual, esse “iniciado” tinha de ser apresentado por intermédio de alguém, que afiançava as boas intenções, e que o preparava, ensinando-lhe os ensinos da nova religião e quando o “afilhado” estivesse preparado, o padrinho apresentava o novo cristão à comunidade, e a sua integração era gradual.

Com o tempo, o ritual foi mudando, e novos “dogmas” sendo incluídos, até virar hoje em dia, mais um ritual sem significado importante, quase uma obrigação social, com pouca conotação espiritual, apesar do cunho religioso, principalmente em famílias católicas brasileiras que veem esses rituais como mais uma festa, começando numa cerimônia de enfeite e terminando em gente caindo embriagada de churrasco.

Eu que não sou cristão, nem tenho religião alguma, sempre conversei com a minha esposa que se houvesse um “batismo” para a nossa filha, esse ritual deveria ser optado por ela, quando já estivesse adulta. “Liberdade religiosa sempre, conversão espiritual nunca” sempre foi meu lema, minha bandeira. Porém, desde que a minha filha nasceu, alguns símbolos começaram a surgir e percebemos que o mundo ao nosso redor queria nos mostrar que precisavámos mesmo fazer um ritual de apresentação espiritual da nossa filha e faríamos, de acordo, com o que acreditavámos pudesse fazer diferença e representar algo importante não apenas para os familiares, mas principalmente para a nossa filha, quando ela crescesse, daí, a escolha do bisavô dela como padrinho.

– Pela tradição, filho – disse meu avô – não se pode recusar quando alguém te convida para afilhar uma criança, mas eu estou muito velho e padrinho tem que ser gente nova que possa cuidar da criança por toda a vida dela…

– Pela tradição, vô – eu disse – o padrinho deve ser alguém que represente, em sí, os melhores valores espirituais para o seu afilhado e não conheço nenhum outro homem na Terra que represente esses valores tão bem quanto o senhor. Seria uma honra para eu e a minha esposa, que a nossa filha possa ter como padrinho o homem que “apadrinhou” o pai dela.

– Mas filho, eu estou velho e daqui a pouco vou-me embora, e quem é que vai cuidar da menina?

– O Senhor, meu avô, tanto aqui na Terra quanto no Céu.
 
 
Beijãozão nocês e minha gratidão ao Frank…
Yub


Signo de Virgem e a importância dos rituais!

Hoje de manhã, durante o café, eu e a Cris tivemos um papo sensacional sobre a importância dos rituais. O quanto por meio de um ritual temos a oportunidade de sintonizar com Deus (com o Sagrado, com o Transcendente).
E um ritual, para não se tornar uma mera formalidade, precisa do emprego de nossa consciência ao executá-lo. Minhas meditações diárias representam um tempo do meu dia que tiro para essa sintonia com o Transcendente/Imanente.
Porém, se fico ali apenas sentado de corpo presente, mas com a mente divagando em incontáveis pensamentos, com um levando a outro, a outro, a outro, sem eu nem perceber esse processo, aquela meditação foi uma mera formalidade. Foi um ato totalmente burocrático.
Terminei ontem a leitura de O Poder do Mito, do Joseph Campbell. UAU… fenonemal! E é uma aula sobre a importância dos rituais. Como estamos na lunação de Virgem, vale a pena nós nos inteirarmos melhor sobre os nossos rituais diários.
Veja o que Campbell escreveu:

“O tema básico do ritual é a vinculação do indivíduo a uma estrutura morfológica maior que a seu próprio corpo físico.
Esta é a ideia básica – através do ritual, atinge-se aquela dimensão que transcende a temporalidade, aquela dimensão da qual a vida provém e para o qual retorna.
Os mitos servem para nos conduzir a um tipo de consciência que é espiritual.
O mito fornece um canal de comunicação com o mistério que você é.
O ritual é o cumprimento de um mito. Ao participar de um ritual, você participa de um mito.”

Gosto de observar a vida sob os princípios astrológicos. Ontem mesmo escrevi sobre a questão da mediunidade desequilibrada e a causa no modo como estamos lidando com o corpo físico (ou seja, é a pura complementação do eixo Virgem-Peixes).
E o ritual – um ato bem virginiano – é a porta de acesso ao transcendente, ao espiritual, à Fonte, ao Mistério, a Deus (Peixes).
Cada dia que passa mais comprovo que a Astrologia é formada por eixos: Áries-Libra, Touro-Escorpião …. Virgem-Peixes. O mesmo com as Casas: Casa 6 – Casa 12.
E como o próprio Campbell disse, através do ritual (Casa 6) nós atingimos aquela dimensão transcendente (Casa 12). E olha que Campbell sabia do que falava, porque você já viu o Mapa dele? Veja:
Joseph Campbell
Viu? Ele tinha o eixo nodal em Peixes (Nodo Sul) e Virgem (Nodo Norte). 😉
Beijãozão nocês…
Yub