Como Fluir Com As Oportunidades Da Vida? A Temperança do Tarot nos ensina

Temperança

No sábado (de 17 às 22 horas), eu fui à casa do Fernando Rocha Nobre. Lá ele apresentou o Cinema Comentado para um grupo de pessoas.

Cinema Comentado

O filme foi THE SARAPOV APPROACH:

The Saratov Approach

E logo em seguida abriu para o debate. A prosa foi espetacular. Várias percepções compartilhadas entre nós. E belos questionamentos cutucadores feitos pelo Fernando. E, o melhor pra mim, linkando com a Psicologia Analítica (“junguiana”).

Anotei várias perspectivas e perguntas em meu bloco de anotações.

No Domingo, recebi – para almoçarmos juntos – os meus amigos Dudu, MD, Kél, Julinho, Drizinha e Ju.

Como sempre ocorre, filosofamos bastante sobre a vida, espiritualidade, questões de sincronicidades e cocriação, estava doidinho para logo abordar os temas polêmicos proseados no sábado à noite no Cinema Comentado.

Eu saíra com a Temperança como Arcano do Dia.

Aí eu percebi com mais clareza algo que pode parecer contraditório a respeito do Arcano 14 do Tarot. O fato de ser um Arcano considerado lento e ao mesmo tempo de ansiedade.

Já venho notando que a Temperança pode ser rapidaça. E não tão lenta quanto nós Tarólogos costumamos dizer.

Porque dependerá do “tempo interior.”

Quando algo está “temperado”, devidamente ajustado, essa Temperança terá cumprido o seu propósito. E se manifestará rapidamente.

Mas se os ajustes a serem feitos para a harmonização entre o tempo interior e o exterior não estiverem efetivados, então, a demora poderá existir. E junto a ansiedade. A pressa em querer que a harmonia aconteça.

Todavia, toda essa ansiedade mostra que o tempo interior e o tempo exterior não estão em harmonia. Ou seja, os ajustes ainda não foram feitos. E a demora persistirá até estes ocorrerem.

O detalhe é que estes ocorrem muitas vezes sem a intervenção direta entre as pessoas, tal como ocorre no Enamorado (através de diálogos a respeito das divergências e atritos entre elas).

A Temperança é um tipo de ajuste mais INTERNO. Apenas quando o consulente se harmoniza com o tempo externo, no sentido de fluir com as oportunidades. Ou seja, quando a gente consegue estar em ressonância com as situações externas, em harmonia com o que está acontecendo, estamos em paz. E basta fluir com estas circunstâncias, abertos e receptivos para quando a oportunidade de vivenciar o que tanto desejamos surja dessa conjuntura de experiências.

Então, logo quando o pessoal chegou aqui e a prosa teve início, eu já tava doidinho segurando a ansiedade para introduzir os assuntos.

Daí vi que o caminho não era por aí. Faltava um contexto, um assunto ou situação que puxassem a necessidade de abordar aqueles temas.

Relaxei. Flui com a conversa. Deixei o tempo externo estar apropriado. E me desprendi. Pode ser que ele não me apresentasse essa oportunidade de conversar sobre o que eu tanto queria com meus amigos. Tudo bem. Eu vou aproveitar o que rolar aqui, naturalmente.

Então, bem mais à frente de nosso encontro, surgiu explicitamente a oportunidade. Era o meu “gancho” para soltar o verbo e os assuntos que vem me impactando… Foi SENSACIONAL!!

Eis a Temperança em ação. Quando o tempo interno e o tempo externo se encontram, eles fluem por meio de um mesmo rio até o Oceano.

Beijãozão nocês…

Yub

Be Sociable, Share!

About YubMiranda

Sou Astrólogo, Numerólogo e Tarólogo. Formado em Filosofia pela PUC/MG (1996-1999) Simbologista e pesquisador da Psicologia Analítica (psicologia junguiana).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

For spam filtering purposes, please copy the number 8466 to the field below: