fbpx

(1) Um novo olhar sobre as SINCRONICIDADES!!!

Saudações REFLEXIVAS a todos!!!
 
Hoje tive uma prosa com meu primo-irmão Chiao Sheng (também conhecido como
Cristiano Miranda). A partir do que ele me contou sobre o que vem vivendo, eu
lhe disse que minha perspectiva sobre o SIGNIFICADO da SINCRONICIDADE tinha
mudado. Compartilhei essa visão com a Cris enquanto caminhávamos rumo à
Faculdade (onde estou agora à noite, escrevendo). Disse-lhe que o e-mail
recebido hoje de nossa amiga Alessandra Ribeiro também me ajudou a delinear
ainda melhor esse meu novo olhar sobre as SINCRONICIDADES. Compartilho agora com
vcs:
 
Pelo que venho vivendo e observando em mim e em certas pessoas conhecidas que
compartilham suas vivências comigo, atribuo um outro significado à
SINCRONICIDADE.
 
Anteriormente, eu via nas sincronicidades uma confirmação de que “estava no
caminho certo.” Algo acontecia, repleto daquele impacto inusitado típico de uma
SINCRONICIDADE, e eu sorria. Ficava feliz. Dizia pra mim mesmo: “esse é o
caminho” Estou no rumo certo.”
 
Porém, aprofundei meu olhar. E minha visão escancarou outro objetivo presente
em cada sincronicidade.
 
Percebi a SINCRONICIDADE como um evento que reflete a nossa vontade, o nosso
desejo inconsciente. Ou melhor, revela a nossa verdadeira intenção (a qual,
muitas vezes, é inconsciente e vai contra/se opõe aos nossos desejos
conscientes).
 
Já havia compartilhado com vcs que, na minha experiência, técnicas como as
preconizadas nos filmes e livros do estilo THE SECRET (O Segredo) e WHAT THE
BLEEP (Quem Somos Nós) funcionam. Realmente atraem as CIRCUNSTÂNCIAS que nos
possibilitará ter e viver o que desejávamos. O que estávamos co-criando se
manifesta em OPORTUNIDADES de realização de nossos desejos.
 
Porém, a eficácia dessas técnicas de co-criação param aí. Daí em diante,
entramos no terreno dos nossos paradigmas. Daí pra frente, tudo vai depender de
nossas crenças. Se vamos ou não realmente usufruir da realização de nossos
desejos através das OPORTUNIDADES que se apresentam a nós, vai depender das
nossas crenças.
 
Será neste ponto que entrará em campo a SINCRONICIDADE (quer “positiva” quer
“negativa”). Se temos crenças negativas quanto ao dinheiro e ao poder que vem
com o sucesso e a promoção profissional, uma penca de sincronicidades
“negativas” surgirão. Elas mostrarão, por exemplo, que é necessário
abandonar determinado emprego, não aceitar uma promoção e nem assumirmos os
desafios de um cargo com maiores responsabilidades.
 
Se estivermos com medo de sofrermos uma rejeição, uma traição ou uma perda
amorosa, provavelmente uma série de sincronicidades “negativas” serão
percebidas por nós para que evitemos nos envolver num relacionamento afetivo
que tem possibilidades de acontecer, caso aproveitemos a oportunidade que surgiu
(atraida e co-criada) para nos relacionar com determinada pessoa.
 
Se não queremos casar nem ter filhos, por mais que digamos o contrário, uma
enxurrada de sincronicidades “negativas” (como vários casais ao nosso redor
terminando a relação que mantinham) invadem o nosso dia-a-dia, parecendo
mensagens transcendentes a dizer: separe-se também e não tenha filhos.
 
Se realmente nos sentimos merecedores do sucesso e temos a crença de que o
dinheiro não tem nada de sujo e é, pelo contrário, veículo saudável de
independência e liberdade, uma série de sincronicidades “positivas” avançam
sobre nós em nosso cotidiano para que aceitemos o desafio de uma proposta
rentável de trabalho.
 
Enfim, se temos crenças negativas com relação a certas questões que
desejávamos ter/experimentar, as oportunidades criadas por essa nossa
co-criação ao que queríamos não serão usufruídas. Nós não as
aproveitaremos. E a “sabotagem” que nos impedirá de viver o que desejávamos
será revelada pelas sincronicidades negativas. Estas foram criadas por nossas
crenças, principalmente inconscientes.
 
Se temos crenças positivas com relação a certas questões que desejávamos
ter/experimentar, as oportunidades criadas por essa nossa co-criação ao que
queríamos serão usufruídas. Essa aceitação que nos permitirá viver o que
desejávamos será revelada pelas sincronicidades positivas. Estas foram criadas
por nossas crenças, principalmente inconscientes.
 
E quando, mesmo diante de sincronicidades negativas, nós seguimos em frente??
 
Este será o assunto da parte 2!!! 😀
 
Beijãozão nocês…
Yub

 


Novos endereços, o Yahoo! que você conhece. Crie um email novo com a sua cara @ymail.com ou @rocketmail.com.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.