fbpx

(4) Um novo olhar sobre as SINCRONICIDADES!!

Então, no dia em que dirigi pela primeira vez com a minha carteira tirada, lá estava o trânsito astrológico que tinha intencionado evitar.
 
Os pequenos incidentes com a poltrona/abajur no quarto, com minhas tias caindo, com o prato se quebrando e comigo tropeçando no último degrau poderiam ser lidos por mim como SINCRONICIDADES NEGATIVAS. Mostravam-me uma mensagem para não dirigir naquele dia. Refletiam meu medo de me acidentar e bater o carro naquela data.
 
Pra mim, os Aspectos Uranianos foram vividos nesses pequenos acidentes; enquanto eu tinha de constantemente trabalhar em mim o domínio desse medo, o desenvolvimento da coragem/autoconfiança a cada manobra executada. Redobrei minha atenção enquanto dirigia e me foquei numa intenção constante de que tudo fluiria bem no trânsito de BH em nossa locomoção pelo mesmo.
 
Fiquei, portanto, refletindo se consegui driblar as SINCRONICIDADES NEGATIVAS… Porque foi muito interessante trabalhar internamente a mudança dessas crenças negativas de bater o carro, e adotar posturas práticas condizentes com tal mudança enquanto dirigia, principalmente.
 
Ou seja, as SINCRONICIDADES NEGATIVAS me mostravam algo: não dirija hoje. “Vc vai se acidentar. Vai bater o carro.” Refletiam minhas crenças negativas, meu medo de bater o carro, de acidentes. E eu, mesmo com elas me mostrando isso, não as segui. Não segui as orientações das sincronicidades negativas. Decidi seguir em frente e tentar muda-las, adotando CRENÇAS POSTIVAS e posturas compatíveis com tais.
 
É aí que entra um paradigma que venho nutrindo e observando na prática: a capacidade que nós temos de minimizar os POSSÍVEIS eventos “negativos” (pra nós) de determinados  Trânsitos Astrológicos. E o de maximizar os POSSÍVEIS eventos “positivos” (pra nós) dos mesmos Trânsitos. Pois os Trânsitos Astrológicos simbolizam uma gama DE POSSIBILIDADES tanto “positivas” quanto “negativas.”
 
Gosto MUITO da analogia que o Alexey veicula sobre cada POSICIONAMENTO ASTROLÓGICO (o que se aplica a cada Trânsito Astrológico): imagine um prédio com vários andares. Cada prédio pode ser considerado um posicionamento astrológico (como um determinado trânsito). E cada andar um tipo, um nível de manifestação/vivência de determinado trânsito.
 
Então, colocando essa analogia no nosso exemplo, além do nível de manifestação ACIDENTE para Lua em Aspecto com Urano, há também a POSSIBILIDADE de estar num estado de espírito (Lua) mais ousado (Urano), disposto (Lua) a arriscar mais (Urano).
 
No fundo, ambos estão conectados (mesmo prédio), pois a diferença entre essas POSSIBILIDADES DE MANIFESTAÇÃO LUNAR-URANIANA é bem sutil, talvez na intensidade de como se vive essa predisposição ao risco (Lua-Urano). Afinal, se formos muito imprudentes nessa ousadia, o risco de acidentes aumenta consideravelmente, claro.
 
Por isso gosto tanto da Astrologia. Estudando-a, temos condições de saber QUAIS as diversas POSSIBILIDADES de se viver determinado posicionamento astrológico (trânsito). E, se temos mesmo algum LIVRE-ARBÍTRIO e poder CO-CRIADOR, vale a pena tentar fazer CONSCIENTEMENTE uma escolha mais saudável pra nós, mais construtiva pra nós, diante das OPÇÕES que nos são apresentadas pela ASTROLOGIA (pelas interpretações astrológicas) .
 
É isso que procuro viver e transmitir aos meus alunos, clientes e leitores. EXPERIMENTE!
 
obs.: determinado Número numa posição do Mapa Numerológico e determinado Arcano numa Casa de determinado Método de se jogar Tarot também abarcam essas POSSIBILIDADES INTERPRETATIVAS, mas sempre dentro de um mesmo “prédio” (de acordo com o Número e o Arcano em questão).
 
Eis o fim dessa reflexão em partes sobre AS SINCRONICIDADES! !
 
Quem quiser opiniar, concordando, discordando, exemplificando, questionando, apresentando outras abordagens sobre a SINCRONICIDADE, manda vê!!
 
Beijãozão nocês…
Yub


Novos endereços, o Yahoo! que você conhece. Crie um email novo com a sua cara @ymail.com ou @rocketmail.com.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.