fbpx

Júpiter e nosso lado exagerado!

Toda 5a.feira é dia de preparar e enviar as aulas para as minhas alunas do Curso de Astrologia via internet.
Ao criar a aula sobre Júpiter da primeira aluna, me deu vontade de compartilhar certos detalhes a respeito dos possíveis significados desse Astro. Então, comecei a escrever algumas observações da dinâmica jupiteriana lá no meu twiiter (@YubMiranda).
Como vi que gerou uma demanda boa de perguntas, com a galera querendo saber mais do que escrevia, resolvi criar este post. Falarei aqui sobre o lado exagerado do simbolismo de Júpiter.
Falei no twiiter que Júpiter representa o excesso. Segundo o Signo em que se encontra no nosso Mapa Natal, ele marca o estilo de ser e as características em nós que são exageradas.
Por exemplo: Júpiter em Capricórnio = excessivamente (Júpiter) ambicioso (Capricórnio). Júpiter em Gêmeos = excessivamente (Júpiter) curioso ou falante (Gêmeos). Júpiter em Touro = excessivamente (Júpiter) possessivo, preguiçoso ou acumulador de bens materiais (Touro).
Eu costumo brincar com aqueles clientes e amigos que reclamam do Trânsito de Saturno. Eles dizem estar receosos com o que tal Trânsito de Saturno por determinada Casa ou aspectando tal Planeta poderá representar. Eu digo que tal pessoa ficará muito mais insatisfeita com o que o Trânsito de Júpiter representa.
Porque Júpiter é um planeta insatisfeito por natureza, justamente por querer sempre mais, mais e mais. Acaba de conquistar um feito e nem liga para isso. Porque queria mais, quer mais, já pensa no próximo alvo, na meta mais adiante.
Por isso, num Trânsito de Júpiter, por mais que cresçamos e consigamos atingir nossas aspirações, não ligamos direito para esses resultados positivos. Afinal, estamos focados no futuro, no que podemos conquistar além do que já foi conseguido.
E o Trânsito de Saturno representa uma conquista tão comemorada, porque demandou tanto tempo, disciplina, persistência, preparo interno e externo da gente. E isso nos deixa satisfeitos, mesmo sabendo que poderíamos ter feito melhor. Afinal, Saturno é um mestre bem exigente. Representa uma cobrança interna daquelas.
Então, por querer sempre mais, mais e mais, Júpiter tende a representar uma mega insatisfação. Daí o seu exagero. Eis sua associação com os excessos. O pouco é nada para Júpiter. Ele quer é MUUUUUITO mais.
Assim, uma pessoa com:
JÚPITER EM ÁRIES: quer sempre mais e mais desafios, pois é exageradamente atirada, impulsiva e focada num novo projeto, numa nova situação, a fim de sair de qualquer rotina e monotonia.
Obs.: um dia desses, vi uma entrevista do Alexandre Frota no youtube. Ele foi entrevistado pelo Marilia Gabriela. Sempre fui fã do jeitão dele. E fui pegar seus dados natais. Frota tem Júpiter em Áries. Pode ser uma pessoa excessivamente (Júpiter) franca (Áries).
JÚPITER EM TOURO: é uma pessoa que quer sempre acumular sempre mais, mais e mais. Pode ganhar uma bolada e ainda estar insatisfeita. Pode economizar horrores também para manter um nível de estabilidade material e financeira cada vez maior. E ser, portanto, exageradamente econômica, poupadora ou gastadora.
Pode também trabalhar em excesso ou ser excessivamente preguiçosa, lenta, sensual e insaciável sexualmente.
JÚPITER EM GÊMEOS: é uma pessoa excessivamente curiosa ou voltada para inúmeros meios de comunicação ou de transporte. É uma pessoa que se movimenta – intelectual ou fisicamente – de um modo excessivo. Não aguenta ficar parada. Porque por mais que aprenda algo, está sempre interessada na próxima teoria, pesquisa ou estudo que fará.
Também pode ser alguém que fala excessivamente.
JÚPITER EM CÂNCER: pode ser uma pessoa excessivamente sensível e voltada para ter segurança emocional, familiar e residencial-doméstica. Pode ser uma pessoa muuuuito caseira ou que se excede ao proteger, cuidar e nutrir outros, tais como cozinhando e cuidando da casa, do lar.
Pode ser uma pessoa com várias famílias para cuidar. Ou ter muitos filhos e ser uma mãe (ou de um estilo maternal) que aninha todos à sua volta.
JÚPITER EM LEÃO: pode ser uma pessoa excessivamente vaidosa, generosa, criativa e carismática. Pode ter inúmeros filhos ou crianças em seu universo. Ou ser aquela artística de grandes multidões e desejar absurdamente o aplauso da plateia.
JÚPITER EM VIRGEM: pode ser aquela pessoa excessivamente econômica, minuciosa, detalhista, cri cri, crítica, organizada. Uma formiguinha incansável que vive a trabalhar, produzir, organizar e voltada para a saúde. Nunca está satisfeita com seu corpo e o nível de integração corpo-mente-espírito que atinge.
JÚPITER em LIBRA: pode ser uma pessoa que se casa várias vezes ou que tem uma quantidade absurda de relações simultaneamente. Amantes para tudo quanto é lado. Ou ser alguém excessivamente diplomática, justa, ponderada e racional.
JÚPITER EM ESCORPIÃO: pode ser uma pessoa excessivamente desconfiada, intensa, profunda e poderosa. Alguém com uma sexualidade excessiva. Seus desejos de possuir, dominar, controlar e ter o poder são imensos. Sua capacidade de se envolver em diversas crises para renascer exaustivamente também é grande. Assim como sua força psíquica para transformar a vida das pessoas em crise ou que convivem mais intimamente com ela.
JÚPITER EM SAGITÁRIO: pode ser uma pessoa excessivamente filosófica, religiosa (crente, fanática e dogmática), professoral, sábia, inspirada e questionadora. Uma pessoa que viaja exaustivamente ou que se aventura por culturas, cursos e conhecimentos de um modo excessivo. Pode também ser uma pessoa com uma fé gigantesca e uma capacidade impressionante de ensinar e expandir a percepção dos outros. Seu bom humor pode ser irritante, porque pode ser excessivamente otimista.
JÚPITER EM CAPRICÓRNIO: pode ser uma pessoa excessivamente ambiciosa, empreendedora, realizadora, exigente e responsável. Alguém que exageradamente assume responsabilidades e quer ser cada vez mais independente, líder e respeitada. Seu desejo por reconhecimento pessoal e profissional pode ser insaciável. A cada sucesso, ela nem desfruta ou fica insatisfeita, porque está focada no próximo empreendimento ou no resultado efetivo que não foi tão grandioso quanto ambicionava.
JÚPITER EM AQUÁRIO: pode ser uma pessoa excessivamente rebelde, original (excêntrica, às vezes, com trezentos piercings na cara e tatuagens pelo corpo) e racional. Alguém com quatrocentos amigos, que partica de trocentos grupos (virtuais ou presenciais, ou melhor, virtuais E presenciais). Pode ser uma pessoa muito avançada no seu tempo e extremamente idealista.
JÚPITER EM PEIXES: pode ser uma pessoa excessivamente sensível, um médium, por exemplo. Alguém que quase não tem vida pessoal, por se sacrificar em excesso em prol dos outros. Uma pessoa que dá uma ênfase exagerada à imaginação, às influências espirituais, astrais, oníricas.
Beijãozão nocês….
Yub 


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.