Lixo Extraordinário e os Segredos da Mente Milionária

Até que enfim, assisti o filme Lixo Extraordinário. Foi no final de semana retrasado. Que inspirador!
O filme de Vik Muniz me gerou um sentimento bem bacana da importância da doação. Talvez porque o assisti justamente no dia em que eu e a Cris, pela manhã, pusemos a mão na massa e fizemos uma doação bem bacana.
Na verdade, sempre gostei de fazer doação. No caso, doando dinheiro. Por mais que todo mês eu siga minha intuição e meus sonhos para me indicar para quem doarei gratuitamente uma Mapa ou uma Leitura de Tarot, eu gosto de doar uma determinada porcentagem de minha renda mensal. 
Meu objetivo sempre foi o de doar 10% do que ganho. Fiz isso durante muito tempo. E de uns tempos para cá, por tentar aplicar uma estratégia financeira do livro OS SEGREDOS DA MENTE MILIONÁRIA, eu não estava conseguindo doar os 10%. Doava uma porcentagem menor. 
Não estava conseguindo a doação dos 10% porque havia dificuldade em manter minhas despesas em 60% de meus rendimentos mensais. Pois dos outros 40%, 10% seriam para a conta da Diversão, 10% para a Conta do Investimento, 10% para a Conta Poupança e os 10% da Doação. 
Neste mês de Maio, conseguimos distribuir esses 40% da forma como livro preconiza – e com a qual me identifico. Ou seja, com 10% para cada finalidade dessas. Daí o sentimento de prosperidade, de gratidão e de satisfação por ter conseguido. E por termos nos envolvido diretamente na vivência e aplicação dos 10% da Doação. Porque estava insatisfeito apenas ao doar o dinheiro sem me envolver diretamente com quem eu doava o referido valor. 
O filme Lixo Extraordinário, portanto, veio a dar aquele incentivo para continuar me envolvendo diretamente nos rumos que eu e a Cris damos aos 10% da doação. Por isso ele foi ainda mais inspirador para mim. Afinal, o trabalho de Vik Muniz tem um aspecto bem humanitário, belo, transformador. E vale a pena servir como referência para cada um de nós fazer algo semelhante, porém com a marca peculiar de cada qual. Recomendo!
Beijãozão nocês…
Yub 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *