fbpx

Lua e Diabo – quais são os seus vícios?

Quer se conscientizar de quais os vícios te dominam? Então, preste atenção nos dias em que sair com O Diabo ou com A Lua como Arcano do Dia.
Observe seus pensamentos, seus sentimentos e, principalmente, seus desejos. Sim, porque os vícios que possui podem não se manifestar nesses dias por meio de suas ações. Mas seus anseios mais profundos os revelarão.
É muito interessante fazer esse exercício. Tenho feito, quando saio com um ou outro Arcano como a Carta do Dia.
Nesse trabalho, noto o quanto os vícios envolvendo a Lua são mais arraigados que os do Diabo. Aqueles hábitos, pensamentos, comportamentos, carências e desejos dA Lua vêm de looonge. Muitas vezes, dos pais. Outras, dos avós. Mas com certeza trazem essa herança parental bem forte no que hoje nos obsedia.
Os medos, as expectativas e as ilusões que mais nos dominam e que têm uma carga bem forte da família são muito bem percebidos quando A Lua dá o ar de sua graça.
Digamos que os vícios da Lua são mais da esfera psíquica e inconsciente, enquanto os do Diabo vêm mais do ego, de um nível superficial da psique. Porém, ambos são fortes.
Não é à toa que as pessoas que me procuram para uma consulta via internet de Tarot,  que tiram o Templo de Afrodite (método para analisar relacionamentos) e estão mais presas a um outro alguém têm O Diabo ou A Lua ali no jogo.
E noto que O Diabo é um laço de orgulho, de raiva, de vingança, de dominação egóica que reina na parada. A pessoa sabe que pode não conseguir conquistar ou ter a outra, muitas vezes porque têm consciência de que a outra é casada, mas decide ficar ali, tentando e tentando (oferecendo tentações) para fisgar o outro e mantê-lo ligado a si.
Já os jogos de Tarot em que A Lua reina a pessoa até mesmo deseja CONSCIENTEMENTE SAIR DA RELAÇÃO, mas não consegue. Porque algo mais forte que ela, instintivo, inconsciente, não a deixa em paz e a leva a manter-se vinculada ao outro.
É bem interessante isso. NO Diabo, a pessoa tem consciência de que não quer efetivamente a relação, mas se mantém conscientemente ali para ter o domínio e o controle sobre o outro. NA Lua, a pessoa tem consciência de que a relação lhe faz mal (e mau) e lhe suga, querendo sair, mas não consegue, pois a vontade do inconsciente é mais forte que a do consciente.
Do mesmo modo, os vícios do Diabo são mais egóicos/conscientes, enquanto os da Lua são mais profundos/inconscientes. Mas ambos aprisionam, vinculam, dominam e nos envolvem de tal forma que é difícil sair fora deles, se libertar deles. Muitas Torres precisam vir para solapar nosso ego (Diabo) e nos libertar das prisões dos antigos concidionamentos (Lua)…
Beijãozão nocês…
Yub


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.