fbpx

Netuno em Peixes x Saturno em Escorpião: amor é prosa, sexo é poesia!

Olá Pessoas!!


Uma vez que todo mundo ficou mais aliviado por saber a origem desse calorão que está invadindo as entranhas (e se você não sabe, clique aqui), resolvi explorar mais um aspecto dessa passagem de Saturno em Escorpião agora em confluência com outro trânsito: o de Netuno em Peixes. 


Netuno é o Senhor dos Sonhos, é a oitava superior de Vênus, onde o amor se torna impessoal, universal. Ele representa nossos ideais de solidariedade, compaixão, desapego, intuição, caridade. O inconsciente coletivo, o místico, a espiritualidade, a idealização, o delírio, a entrega. Assim como escapismo, engano, embuste, loucura, drogas, distração, confusão. Ou seja, Netuno é o grande LSD celeste. Peixes, por sua vez, é regido por Netuno, e portanto carrega todas essas características inerentes ao seu planeta regente. Representa nosso comportamento místico, romântico, sensível, afetivo, feminino, mártir. Na via positiva é a personificação crística. Na via negativa é aquele poeta depressivo do Romantismo que escrevia sobre o amor perdido e se matava antes dos 25 anos. Dessa forma, com a passagem de Netuno em Peixes, entre outras coisas, nasce em nós uma profunda necessidade de vivenciar o amor na sua forma mais idealizada. Estamos sim mais românticos, mais sensíveis e afetuosos, e cada vez mais afastados do comportamento desprendido e bunda-lelê da passagem de Netuno por Aquário (que, inclusive, inaugurou a onda do “ficar”, para quem não se ligou).

Saturno em Escorpião, conforme já escrevi em outro post aqui do blog, vem trazer á tona nossas pulsões sexuais reprimidas para que possamos compreendê-las, entendê-las, assimilá-las e aprender a lidar com elas. Então, o desejo, e o desejo mais feitichista, animalizado, intenso e pervertido, está na onda do momento. Os limites da nossa sexualidade, nossos tabus, vão todos vir a superfície para serem testados e administrados num nível maior de consciência e integração.


E agora, sintam o drama: temos aí de um lado, um Saturno em Escorpião esquentando as partes íntimas de todos, e de outro lado Netuno em Peixes cantando “all you need is love“. É sim, um conflito entre sexo (e não é qualquer sexo, é o sexo selvagem e libidinoso) e o amor (o amor puro, elevado, etéreo). E como sexo é um assunto extremamente mal resolvido e reprimido na nossa sociedade, está criado o cenário perfeito para o que eu chamo de efeito “me engana que eu gosto”.

Explicando: primeiro, precisamos entender que Netuno também rege a moda, as aparências, de certa forma dita modelos de comportamento e tendências. Então a “atmosfera”, aquilo que percebemos no instante um, é a de que o amor está no ar, de que todos estão mais românticos, desprendidos e desgarrados dessa coisa mundana da carne. Pois é, essa onda do “politicamente correto” não é á toa. Mas, por outro lado, não tem jeito, nesta disputa de influências, Saturno em Escorpião entra rasgando com muito mais força, e por motivos como: a) está sendo “apoiado”, digamos assim, pelo trânsito de Plutão (que rege em Escorpião) em Capricórnio (regido por Saturno). Então é como se Saturno e Plutão estivessem associados, um impulsionando o outro; b) Saturno é naturalmente um planeta cujos efeitos são sentidos mais contundentemente, pois apresenta os desafios evolutivos que precisamos trabalhar; c) temos aí, neste rolo, Urano em Áries, que exarceba a nossa individualidade e nossa animalidade. Então, com Escorpião (que fala de intensidade, e é um signo com forte apelo sensual), Capricórnio (outro signo extremamente carnal, e material), e Áries (impulsivo, ousado e sexual), fica difícil pra Netuno em Peixes espalhar o amor e a beatitude. O máximo que Netuno está conseguindo fazer nessa esfera é segurar um pouco a onda da galera, para não retornarmos para a era dos bacanais romanos. Ou fazer parecer que estamos todos puros e castos enquanto a putaria corre solta por debaixo dos panos.

Porque é isso, o problema é que Netuno traz também uma faceta que é a cereja que faltava neste sorvete de tentações. Ele, entre tantas outras coisas, também é o planeta do auto-engano, das ilusões. Então é um período muito propício para escondermos coisas, criarmos uma atmosfera falsa, enganadora, caso desejarmos. Teremos muitas pessoas vivendo amores ilusórios, idealizados, ou simplesmente de aparências… enquanto secretamente buscam experimentar, realizar seus hoje tão pulsantes desejos mais  íntimos e pervertidos. Veremos aí muitas situações bem contraditórias de extrema pureza e santidade x perversidade e putaria. Não é a toa que os escândalos de pedofilia e quebra de celibato no meio clérigo estão explodindo. Também teremos aí uma exacerbação da idéia de santidade, romantismo, doçura e pureza se contrapondo a uma necessidade cada vez mais intensa de experimentação dos desejos mais secretos. A pureza vira feitiche.



Exemplos: não sei se vocês acompanharam a tal série Crepúsculo, da Stephenie Meyer? Bem, eu, pessoalmente, com meu Urano Natal em Escorpião, não tive paciência para tanto, mas como boa geminiana tive curiosidade para buscar saber do que se tratava. Em linhas gerais, a questão abordada no livro que quero tratar é: Bella, a personagem principal, conhece lá o vampiro Edward e só se casa com ele, virgem, após sei lá quantos capítulos da tal saga (sei que são muitos e muitos) apesar de ser intensamente cortejada por um lobo que, curiosamente, não tem nenhum pêlo no corpo. Temos aí a exaltação da pureza, do amor, do sacrifício (Peixes), lançando esse modelo de comportamento considerado “ideal” (Netuno), puritano, relegando a pulsão sexual (do lobo mau) pro segundo plano. Por outro lado… temos a mesma atriz modelo de pureza – Kristen Stewart – envolvida num escândalo daqueles com muito jogo de sexo, segredos e jogos de poder (Saturno em Escorpião).


Agora, abrindo um parênteses, observem a clara mudança de modelo que temos num exemplo simples como a representação do vampirismo. Quem tem 30 anos aí lembra dos vampiros dos bons tempos de Netuno em Sagitário (1970-1984) e Netuno em Aquário (1984-2012)? Algumas produções cinematográficas como Drácula de Bram Stoker, Entrevista com Vampiro, Buffy, a Caça Vampiros, dão o tom da coisa. Digam lá, quantos tempo era necessário para que os vampiros de antigamente ficassem pelados, se lambendo e se chupando (o sangue, no caso)? Vampirismo era sinônimo de libertinagem, sensualidade e violência. Netuno entrou em Peixes, encheram os coitados de purpurina.



E os de Tons de Cinza? Quer uma representação melhor do que esta dessa dicotomia esquizofrênica do amor sublime x sexo selvagem? Ok, também não dei muita atenção pra essa trilogia (meu Marte em Touro na 5 prefere ‘A Casa dos Budas Ditosos), mas investiguei, e vejamos: quer coisa mais Netuno em Peixes do que uma mulher de 21 anos, que, não apenas é virgem, como mal beijou na boca? E que se ainda se encanta perdidamente pela figura idealizada do tal Gray? E quer coisa mais Saturno em Escorpião que esse galã sado? Observem que o Gray é um galã romântico clássico, mas também não é simplesmente um homem que curte sexo desenfreado e selvagem, ele apresenta desejos no limite do que entendemos por tabu, pervertido, polêmico. E toda a trama se desenrola justamente na tentativa de integração de um amor submisso, passivo, de total entrega (Netuno em Peixes cuspido e escarrado) e os desejos secretos e safadinhos do protagonista cinzento. No entanto, mesmo essa “perversão” sexual (para quem leu alguma coisa), vem apresentada no livro com gosto de salada de chuchu, de tão sem graça. Mas ainda assim é suficiente para deixar todo mundo com as partes ardentes, bombar as vendas de chicotinho nas sex shops, e trazer á tona a discussão sobre o sexo apimentado ao mesmo tempo que vende um modelo pra lá de ilusório de galã e de amor romântico. Perfeito! 

Na vida como ela é, para os casais, esse trânsito pode significar um sinal amarelo bem ligado e piscando, junto com uma sirene tocando. Há uma tendência das pessoas estarem se relacionando melhor depois do ajuste que Saturno fez em Libra, e por causa de Netuno em Peixes sentirem sua parceria afetiva mais romântica e amorosa, isso vai deixar os casais mais confiantes e relaxados. E isso é bom? Ótimo, mas não podemos esquecer que as pulsões individuais estão voltadas muito fortemente para a questão sexual, então é assim, o relacionamento vai bem, o amor vai bem, mas os desejos estão tirando o sono. Então, se o casal não estiver muito bem alinhado, compatível, dialogando e antenado com suas questões sexuais, temos dois fatores para colocar fogo no circo: Urano que fala de inovação, busca do novo, transgressão, e também tecnologia, passando por Áries que fala de impulso, ousadia, individualidade. Então, as pessoas estão muito mais impulsivas e ousadas (Áries) para transgredirem e inovarem (Urano), buscar corajosa e impetuosamente (Áries) o novo (Urano), principalmente usando a tecnologia (tipo internet, smartphone, tablets) como suporte (Urano). E, completando, temos toda a atmosfera mística, mágica e ilusória que Netuno oferece. Em resumo, está descrito o cenário perfeito para uma temporada de pulada de cerca sem precedentes na história. É isso mesmo que você entendeu. E nem adianta ficar indignadinho pensando assim “Oh! Então eu vou ser traído (a)?”. Saturno não perdoa ninguém, inclusive você. Se você não conseguir soltar seus bichos sexuais com sua parceria afetiva, vai querer soltar com algum outro, e já dizia o ditado, chumbo trocado não dói.


Para ilustrar o que quero dizer, darei um exemplo prático e bem elucidativo. Um relato pessoal. Estou solteira, meu último relacionamento não resistiu ao furacão Saturno em Libra. Uma vez solteira, me reaproximei do grupo de amigos solteiros, sem romper o laço com o grupo de amigos casados, passando a transitar pelos dois universos. Uma das coisas que percebi imediatamente, e que recebi feedback em conversa com amigos, é o grande número de pessoas (homens e mulheres, que fique claro) comprometidas, (namoradas, noivas, casadas), caçando (Urano em Áries) por aí . E isso em boates, batendo ponto na internet (Urano), em tudo que é lugar e das mais variadas maneiras, e sem nenhuma preocupação em disfarçar que já tem um compromisso mas quer sexo com outra pessoa. A segunda coisa que percebi é que há um discurso muito forte sobre querer sexo (Saturno em Escorpião), sem que isso tenha algum vínculo com alguma crise no relacionamento em que se está vivendo, e também muitas pessoas admitindo que estão traindo (ou buscando trair) o parceiro pela primeira vez (Urano)! E a terceira coisa que me dei conta (e isso foi o mais engraçado), é que quando você observava essa pessoa interagindo com a pessoa-parceira, ela agia como se estivesse besuntada por um pote de mel (Netuno em Peixes)!! Eu e uma amiga tivemos a curiosidade de  procurar a página do Facebook (Urano) de todas as pessoas que conhecíamos que estavam traindo ou intencionando trair sua parceria afetiva. Todas (eu disse todas), tinham uma foto de perfil ou uma foto de capa junto com o outro, destilando amor, só faltando estar rodeada de flocos de algodão-doce. Ou seja, a aparência (Netuno) está cada vez mais romântica (Peixes), um tanto idealizada (Netuno), ao passo que secretamente (Escorpião) há uma busca individual em testar os limites (Saturno), de maneira transgressora (Urano) e ousada (Áries) dos desejos e da sexualidade (Escorpião).

Pois é! E qual é a notícia boa nisso tudo, tem? Bom, notícia boa não sei, mas uma vez consciente desse processo, vejo a oportunidades de nos apropriarmos desse aprendizado que está sendo proposto. Sim, porque tem um aprendizado muito forte e paradigmático em jogo aí, não podemos ignorar. Em primeiro lugar, Saturno vem de mãos dadas com Plutão com uma função muito clara: reformar. Então é Saturno que vai trazer as experiências que vão ajudar Plutão a passar o rodo. Na área das parcerias afetivas é o momento de trazer á tona essas pulsões sexuais e integrá-las ao relacionamento, corajosamente sem tabus, preconceitos ou paradigmas, e Urano em Áries pode ajudar nisso. É preciso ter maturidade (Saturno), honestidade e transparência para assumir com o parceiro o que as pulsões (Escorpião) estão trazendo e cumprir ou reavaliar o acordo do relacionamento se for o caso (Plutão em Capricórnio). Os nossos modelos mais estruturais (Capricórnio) estão sendo transformados. E olha como os astros são sábios: você terá que conciliar o incremento do seu amor mais puro com seus desejos mais íntimos, que você nem sabia que tinha. Vai ter que vivenciar essa entrega. E a entrega, a confiança, a exposição do que está oculto (Escorpião) que vai impulsionar a transformação (Plutão). Netuno propõe um amor mais elevado e universal, e não o amor egóico de Vênus. Então ele vem junto com Saturno colocar em xeque, a própria questão da “posse” do corpo do outro, tão comum nos relacionamentos. Conceitos arraigados vão ter que ser revistos, monogamia, heterossexualidade, homo e bissexualidade. Os astros pedem uma reinvenção profunda. E ter essa consciência torna o processo muito menos dolorido.

Agora dicas: os escorpianos no ascendente e sol estão neste momento aprofundando e testando os limites sua identidade (ascendente) e essência (sol). Na área sexual, não se espante se descobrir que você é muito mais pansexual ou muito mais careta do que imaginava. Aqueles que tem sol ou ascendente regidos por Netuno tendem a ficar mais românticos e os que tem sol ou ascendente regidos por Saturno muito mais sexuais. Caso sua parceria afetiva envolva esse binômio Netuno-Saturno, cabe uma atenção maior para se fazer um ajuste de quereres. Assim como um casal Netuno-Netuno pode começar a flutuar em uma bolha de sabão cor de rosa e entrar em órbita, fugindo da realidade. Igualmente, casais Saturno-Saturno correm o risco de morrer de estafa de tanto fazer sexo. 


E se cabe um conselho, para além da astrologia, vamos lidar com nossos desejos com honestidade e clareza, buscando a via positiva de cada trânsito para evoluir. Se amor é prosa e sexo é poesia, podemos tentar uma prosa poética, que tal? Nos relacionamentos, agora, acima de tudo, cabe a coragem para o diálogo franco. Essa dura lição devemos ter aprendido quando Saturno sacudiu Libra.  É hora de usar.

Namastê!

Cecília Santos

Equipe YUB de Astrologia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.