fbpx

NUMEROLOGIA: Aprendendo c/meus ERROS (final BBB10)

Depois de ter escrito as reflexões sobre meus ERROS na previsão do TAROT para a final do BBB10 ontem, chegou a vez de refletir sobre os ERROS que cometi nas previsões com a NUMEROLOGIA.
Havia dito que Cadu vivia um melhor momento para vencer o programa ontem. Porque seus Ciclos Numerológicos tinham a simbologia do NÚMERO-MESTRE em destaque. Tanto no Ano Pessoal 11/2 quanto no Dia Pessoal 44/8. Porém, não foi isso que ocorreu.
Cadu, desde quando Lia saiu e o brother vivia a expectativa da final, parece que se acomodou. Ficou passivamente satisfeito com o que já tinha conquistado. Não demonstrou tanta garra e vontade de vencer quanto Fernanda e Dourado.
Veja o que ele escreveu em sua última mensagem no microblog:
Bom dia!Espero que tenham gostado de minhas atitudes e comportamento.Ñ deixem q nada seja maior q seus sentimentos.VOTEM! Humildade sempre!
Aqui está o link:
Cadu, portanto, parece que viveu o Número reduzido 2 que o seu Ano Pessoal 11 gera. Não viveu sob a intensidade do Número Mestre 11. Preferiu preconizar demais a humildade (em forma de passividade e excesso de diplomacia), acomodado com a posição de finalista – típica do número 2.
Porque um Número Mestre realmente indica uma exigência e tanto para se viver segundo o que essa simbologia representa. E o carioca estava com a presença de DOIS Números-Mestres: o 11 (Ano Pessoal) e o 44 (Dia Pessoal). Ele obteve a respeitabilidade (Dia Pessoal 8) de ter sido um excelente companheiro (2). Bial fez questão de enaltecer o jeito cativante (Ano Pessoal 2) que conquistou a mulherada (2). Esse reconhecimento (8), ele conseguiu.
Mas poderia ter conseguido MUITO mais se tivesse escolhido viver sob a intensidade e a exigência que um Número Mestre demanda. Como viveu apenas o que os números reduzidos (2 e 8) que o 11 e o 44 geram, não levou o grande prêmio. 
Com isso, caiu para terceiro colocado. E fez subir a mesma ordem entre Fernanda e Dourado que enalteci ontem: Dourado estaria na frente de Fê. Assim fez. E um exemplo do quanto se vive um Número Mestre pode ser observado pela Sister.
Ela, que estava (e está ainda hoje, Dia 31, neste Mês de Março) no Mês Pessoal 22/4, não se cabia de tanta intensidade para vencer os obstáculos e obter o reconhecimento público (Número Mestre) através de seu poderoso encanto sedutor (duplo 2) e de sua impressionante determinação e perseverança (4). Conseguiu surpreender a todos, inclusive a ela própria, que nem acreditou na sua conquista: ser a segunda colocada, faturando o prêmio de R$150.000,00. 
Se Cadu tivesse pagado o preço dessa intensidade que o Número Mestre representa (ainda mais ele, vivendo dois números com essa simbologia), eu reafirmaria seu favoritismo para ser o Campeão. Mas… livre-arbítrio. Foi escolha dele. E merece ser respeitada. 
Da próxima vez que enxergar alguém com um Número Mestre, enfatizarei que terá o livre-arbítrio de viver segundo o Número reduzido e, com isso, poderá desperdiçar as chances de superação e considerável conquista que a simbologia do Número Mestre representa. rsrs
Se eu tivesse feito isso, teria colocado ele para terceiro e mantido a ordem entre Fernanda e Dourado. Como me concentrei demais na confiança de que Cadu viveria o que esses dois Numeros Mestres simbolizam de forma integral, dancei… rsrs Errei. E aprendo com esse meu erro para que, no próximo BBB, eu leve em consideração esse importante detalhe.
Beijãozão nocês…
Yub    

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.