fbpx

O conflito: expectativa do pai (saturno) e desejo individual (urano)?

Conversando com a Cris sobre pessoas que se rebelam contra a sociedade, contra o pai e com as figuras de autoridade, fiquei maravilhado com certas compreensões.
Trilhar um caminho diferente do percorrido pelo pai, realmente, é um desafio e tanto. E saber se rebelar de forma construtiva e madura diante desse padrão de comportamento paterno, então, nem se fala.
Encontramos exemplos claros de pessoas vivendo essa angústia no universo da faculdade. Pessoas que já fizeram um curso superior (mesmo sem tê-lo terminado) e agora optaram por outro completamente diferente do primeiro. Muito provavelmente, a primeira escolha universitária teve como origem a expectativa paterna, a herança dos pais e o mesmo trajeto do pai. Aconteceu isso comigo e também com a Cris.
Tem um determinado momento da vida que é difícil não ouvir a voz, ou melhor, o chamado da alma. Aquele grito interno que clama para ser ouvido. Porque ele quer nos direcionar para a escolha que realmente satisfará o nosso íntimo – o que realmente nos dará prazer e queremos viver profissionalmente.
É seguindo esse chamado que muitas pessoas vão para a faculdade pela segunda vez, fazer um curso bem diferente do primeiro. Eis uma bela decisão. Um passo importante. Porém, o mais difícil ainda estar por vir. Quando chegar o momento de fazer estágios supervisionados neste curso. E, mais fortemente, depois da formatura.
Porque muitas dessas pessoas se depararão com a encruzilhada da vida delas após se formarem. Será o momento de realmente optarem por largar a escolha profissional vinculada ao primeiro curso (e que tende a retratar a forte influência paterna) e seguir o caminho seu, de sua alma, na profissão do novo curso que acabou de concluir. Eis o dilema. Eis a angústia.
É justamente nesse momento que cada um de nós precisa romper com a escolha e a herança paterna (ou dos pais) e seguir seu único, peculiar e original caminho. Eis um conflito simbolizado por Saturno e Urano.
Quem, no Mapa Natal, possui esses Astros em Aspecto, principalmente em Quadratura, Conjunção e Oposição, tem um desafio maior de romper com o legado da tradição familiar (Saturno) e assumir o seu desejo individual (Urano).
O mais difícil é que Saturno, símbolo da aplicação da lei, do pai e da autoridade que exige o cumprimento das regras e padrões sociais, está presente não somente na figura paterna, mas também na sociedade. Como Freud enfatizava, a sociedade e a religião são extensões da figura paterna. Porque representam a autoridade que cobra de cada um de nós a vivência das expectativas de suas leis. 
Mas quando conseguimos valorizar essa base (paterna, religiosa, cultural), somos capazes de seguir um caminho único, pessoal e particular que será a marca de nossa individualidade (Urano). E sem uma rebeldia insana, destrutiva e imprudente (Urano negativo).
Eis o desafio presente na trajetória de cada um de nós, principalmente em quem tem Saturno em Aspecto com Urano.
Beijãozão nocês…
Yub

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.