fbpx

O Quarteto Fantástico e os 4 Elementos!!

 

Reed Richards (o Sr.Fantástico) é  um típico representante do Elemento Ar (simbolizado pelos Signos de Gêmeos, Libra e Aquário). E, como tal, é voltado para as Ciências (o Pensamento racional, científico, intelectual, abstrato é muito valorizado por tais Signos, minha Linda).

 

Logo no início do filme, ele vai expor suas descobertas científicas. Apresenta sua pesquisa, a qual é baseada numa idéia que, se for aceita pela humanidade, trará a cura, servindo à evolução humana. Reed, portanto, mostra seu lado idealista. Chegou a ser incompreendido pela NASA.

 

Susan Storn (Garota Invisível), como típica representante do Elemento Água (simbolizado pelos Signos de Câncer, Escorpião e Peixes; e voltados para as emoções), traz consigo a lembrança dos sofrimentos emocionais que teve no relacionamento com Reed/Ar.

Logo no primeiro diálogo com o Dr.Richards, ela já critica o lado teórico Ar dele (de Gêmeos, Libra e Aquário). Ela fala, ironicamente, no elevador: “Você já pensou sobre tudo; teorizou tudo.”

 

Johnny (Homem Tocha), como típico representante do Elemento Fogo (simbolizado pelos Signos de Áries, Leão e Sagitário), Lu, já na primeira cena do filme em que ele aparece, já mostra toda sua impetuosidade, sua liberdade e seu gosto por aventuras e desafios (como é típico desses Signos). Está andando de moto, numa auto-estrada, ao lado do carro dirigido por uma bela mulher, conquistando-a.

 

Ben (o Coisa/Rocha), como típico representante do Elemento Terra (simbolizado pelos Signos de Touro, Virgem e Capricórnio), quando fica sabendo que Johnny (Fogo) pilotará a estação no espaço, já fica apreensivo, tendo a certeza de que as coisas correm perigo, podem dar errado, afinal, um “irresponsável aventureiro” como Johnny (Fogo) não tem compromisso, responsabilidade e nem praticidade pra lidar com tarefas tão exigentes (atitudes tão valorizadas pelos Signos de Terra).

 

A Garota Invisível/Água se incomoda novamente com a teorização do Reed/Ar, quando este conceitualiza as moléculas usadas nas roupas que usarão no espaço.

 

Victor (inimigo de todos e que não consegui identificar um perfil psicológico definido dele) percebe que Ben/Terra é quem faz o trabalho pesado. E este confirma, dizendo que Reed é o cérebro (Ar/Mente) e ele é o músculo (Terra/Trabalho/mão na massa).

 

Victor fala para Sue: “para pensar no futuro, temos de superar o que ficou no passado.” E os Signos de Água (representados por Susan) dificilmente esquecem o que passou. Apegam-se ao passado, trazem os sentimentos vividos, as dores sentidas e as emoções passadas para o presente. Susan (Signos de Água) tem dificuldade de perdoar. Seu coração ainda está ferido pela experiência passada na relação com Reed (Ar).

 

Signos de Ar (representados por Reed Richards) tem dificuldade de aceitar os fatos, Lu, pois se focam em seus ideais, em suas idéias, em seus cálculos matemáticos, em suas teorias e em seus pensamentos. Ele calculou erroneamente a tempestade letal que os surpreendeu no espaço.

 

Signos de Terra (representados por Ben/Homem Rocha) se imobilizam frente ao inesperado. Mudanças de plano, surpresas e algo fora da rotina  (como a tempestade) os deixam paralisados, com uma capacidade lenta de reação. Ocorre o oposto com os Signos de Elemento Fogo (simbolizados por Johhny). Este, vendo a tempestade indo em direção ao Ben, incentiva-lhe: “o único jeito de tentar escapar da tempestade é saltar, pular!”

 

Signos de Fogo (Johnny) são brincalhões, crianções, infantis, descontraídos, imaturos, divertidos, criativos.

 

Signos de Ar (Reed) são “sabe-tudo” e saem falando/teorizando sobre tudo, como Reed faz com o médico e com os amigos, sobre o que observarem nos sintomas resultantes da tempestade e como lidarem com eles.

 

Signos de Fogo (Johnny) não são muito bons com regras. E Johnny fala isto para a enfermeira, que pede para ele ainda se manter no quarto, em observação: “não sou muito bom com regras”. E os Signos de Fogo (Johnny) detestam a rotina, ficarem confinados num espaço por muito tempo. Precisam de espaço, liberdade, desafio e aventura. Por isso, Johnny não agüentou ficar de quarentena. E foi esquiar. J

Signos de Fogo “esquentam” ainda mais com uma boa competição. Foi o que ocorreu com Johnny quando foi esquiar e encontrou na enfermeira uma excelente competidora. Quanto mais desafiante, mais quente, mais pega fogo, mais se diverte, mais brinca, mais é empolgante para Fogo/Johnny!!

 

Signos de Terra (Ben) são muito firmes, seguros, estáveis. E ele assim se sente, quando se levanta do quarto, ainda em quarentena, e encontra Reed lá fora. Ben responde a pergunta de Reed, sobre como ele se sentia: “Firme como uma rocha!”

 

Signos de Ar (Reed) sempre reagem PENSANDO, Lu. Então, quando vê que Ben arrumou um  jantar para Reed e Sue se encontrarem, Reed reage a essa surpresa, dizendo: “Eu pensei…”

 

Há uma dificuldade nos Signos de Ar (Gêmeos, Libra e Aquário) de entenderem os sentimentos, as emoções. É porque é difícil entender intelectualmente algo como as emoções e os sentimentos. Susan, no jantar, diz para Reed que ele nunca entendeu e nunca entenderá os sentimentos que eles viveram. Então, quando os Signos de Ar vão falar sobre o que sentem, falam bobagem (Sue chama Reed de bobo), porque se atrapalham com a confusão que os sentimentos lhes provocam.

 

E o que faz Sue ficar invisível (ela é a Mulher Invisível) é expressar seus sentimentos, quando dá vazão às suas emoções, como ocorreu pela primeira vez no jantar, no instante em que ela começou a falar no quanto é legal sentir-se desejada, notada, como ela é por Victor.

Mais à frente, Reed fala que Sue, se controlasse suas emoções, poderia controlar sua invisibilidade. Perguntou o que ela sentiu na ponte, quando ela ficou invisível. Ela respondeu: raiva, fúria, frustração. E depois ironizou novamente: “vou pensar sobre essa questão de controlar as emoções.”

 

Quando Sue pressente (típica capacidade dos Signos de Água) que a tempestade deve ter modificado o DNA deles, Reed logo vai contra (Signos de Ar adoram discordar de tudo e apresentar o outro lado das questões) essa sensibilidade intuitiva de Sue, dizendo que eles precisam de muitos testes e pesquisas para chegar a essa conclusão (típica postura dos Signos de Ar, cientistas por natureza). Ele diz que não podem “presumir” nada.

 

Os Signos de Fogo (Áries, Leão e Sagitário) são exibicionistas e mestres em se auto-promover. Exibem-se e se divertem, brincam, com suas capacidades (como Johnny faz com o fogo nos dedos).

 

Ben/Terra se assusta mais uma vez com o novo, com aquilo que foge do comum, do tradicional, do usual, do seguro e já estabelecido. Dessa vez, se assustou com sua forma!!! Signos de Terra lidam com aquilo que é prático, material, visível, real, tridimensional, perceptível na forma. Quando essa forma traz algo diferente, novo, Lu, Signos de Terra (Touro, Virgem e Capricórnio) buscam a proteção e o abrigo no que lhes é familiar, seguro e estável, como sua casa e sua família. Então, Ben volta pra casa, pra sua mulher Déb. Quando não foi aceito por ela, ele entrou em uma crise maior ainda. Perdeu sua segurança, seu chão, sua estabilidade, sua proteção, seu abrigo.

 

Os Signos de Fogo gostam de mitificar a sua própria existência e a Vida como um todo. Por isso, minha Linda, Johnny sente-se um mito, um deus, um herói, em êxtase quando o público e a mídia o aplaudem e os consideram super-heróis. Os Signos de Fogo querem ser especiais, além do comum e do normal. A “vidinha” costumeira, rotineira, usual, tradicional, certinha e segura que os Signos de Terra tanto valorizam são horripilantes para os Signos de Fogo, que considera essas coisas “sem vida”.

Johnny, então, quer aproveitar a fama, a celebridade. Ama ter “super-poderes!” E, como mestre da auto-promoção, se exibe com gestos teatrais e magnânimos para a mídia, para o público.

 

Os Signos de Ar são muito valorizados por seu intelecto altamente desenvolvido, por sua inteligência acima da média. E Reed Richards foi condecorado quando jovem por vencer prêmios e concursos científicos e internacionais (como pudemos ver no álbum que a Sue abriu sobre Reed, com fotos dele).

 

Signos de Terra, por sua vez, têm dificuldades de entender conceitos muito abstratos, subjetivos, intelectualizados. É o que ocorre com Rocha quando Reed tenta explicar-lhe o que eles precisam fazer para pesquisarem e encontrarem a cura dessa mutação em seus gens. Aí Sue diz: “Precisamos fazer um exame físico para ver o que foi afetado.” Pronto! Agora sim, Ben entendeu. Terra quer exemplos simples, objetivos e práticos sobre aquilo que precisa entender, ainda mais se for algo novo para tais Signos.

 

Tudo para Johnny é “legal!”, é “demais!” E quer sempre expandir e se mostrar/se gabar, cada vez mais, irresponsavelmente – como os Signos de Fogo se inclinam a fazer. E isso pode colocar sua vida e a de outros em perigo (como Johnny fez, chegando à temperatura do sol e depois à de uma super nova).

 

Sue diz para Reed: “Sua mente atrapalhou”, porque, para ela, era tudo muito “simples”, ela e ele. Ela querendo morar junto com ele, ter mais proximidade e mais intimidade – como os Signos de Água adoram (e os de Ar detestam). Para ele, isso era “muito complicado”, tinha muitas “variáveis” (como costuma ser para os Signos de Ar o tal dos sentimentos e da ligação mais íntima e emocional). Para ela, não tinha nenhuma “matemática”, foi apenas a mente dele que atrapalhou. E pergunta pra ele: “o que você sentiu quando fui embora e o que você está sentindo agora.” O olhar dele mostrou o quanto se assustou com uma pergunta dessas… Os Signos de Ar têm muitas dificuldades de expressar o que sentiram e sentem. Assusta as perguntas relativas a sentimentos. Aí podem começar a teorizar. Ou podem se atrapalhar todo se tentam expressar o que sentem.

 

Johnny, Lu, mais uma vez incomodado com o confinamento, agora dentro do laboratório do Reed, brinca constantemente com as situações. Os Signos de Fogo têm essa capacidade: brincam e tentam trazer humor e divertimento às coisas rotineiras, de modo que essas possam ser melhor vividas.

Ele, então, decide se exibir mais, agora “voando” de moto num show para motociclistas. Foi desafiado quando assistiu na TV sobre esse espetáculo de motos. Signos de Fogo adoram competição, riscos, desafios. E querem algo novo, perigoso, como o estilo de salto que Johnny tentou na sua primeira apresentação de moto. Corre o risco de se “queimar”. J

E ele, como mestre da publicidade, cria detalhes atrativos e marketeiros no uniforme do Quarteto Fantástico. E brinca, dizendo: “é uma mistura de Armani com astronauta.”

 

Signos de Fogo, como mestres no marketing, também são fantásticos no que tange a criar apelidos. Usam sua belíssima criatividade para apelidar as pessoas. É isso que Johnny faz ao apelidar Sue de Garota Invisível, Reed de Sr.Fantástico e Ben de Coisa.

 

Os Signos de Terra, principalmente o Signo de Touro, quando se enfurece, vira um rolo compressor irrefreável. Como Rocha fez com o carro de Johnny e com o próprio Johnny.

 

Os Signos de Fogo agem por impulso, inspiração, intuição, sem pensar antes. Signos de Ar pensam, pensam, pensam e têm dificuldade de agir. Diálogo entre Reed e Johnny:

Reed/Ar: “você precisa se controlar e pensar antes de agir.”

Johnny/Fogo: “Sim, mas, Reed, você sempre pensa. Você nunca age!”

 

Signos de Fogo, querendo mitificar a Vida e encontrar um sentido maior nas coisas cotidianas, são bem exemplificados quando Johnny, Homem Tocha, considera os poderes que eles têm como “algo maior”, como podendo mostrar “uma coisa maior”.

 

Signos de Terra, Lu, lidam com aquilo que é visto e observado em fatos e situações bem perceptíveis. Quando Coisa/Rocha viu o único momento de descanso e descontração entre Reed e Sue depois de tantos exaustivos e infrutíferos testes e pesquisas, ele se apegou ao que viu e não mudou de idéia. Teimou que aquele momento entre Reed e Sue mostrava que estes não estavam cuidando dele, Ben.

 

Ben/Terra, por sempre oferecer proteção e segurança às pessoas, muitas vezes quer também ser cuidado e receber o apoio visível, prático, material e palpável das pessoas que ama. Como Ben sempre ofereceu essa proteção a Reed e encasquetou que não estava recebendo-a, acabou brigando com Sr.Fantástico.

 

E os Signos de Ar são mestres na FLEXIBILIDADE. Foi o que ocorreu na briga entre os dois. Ben não conseguiu vencer a flexibilidade de Ar, ops, de Reed. Também, quando os Signos de Terra botam algo na cabeça, é cabeça dura e não muda, levando tudo muito a sério, pois acham que nada vai mudar e permanecer assim pra sempre.

 

Sue tem o poder de irradiar uma onda invisível, a qual pode tanto proteger quanto atacar. Os Signos de Água também têm essa capacidade. Podem conseguir tudo o que querem, apenas desejando. São poderosos como a água, sutil, aparentemente passiva, mas que conquista tudo, abarca tudo, protege ou destrói tudo por onde passa, sem as pessoas muitas vezes nem perceberem o efeito desse poder.

 

No final, os 4 Elementos se  unem, ops, o Quarteto Fantástico se une. Aí são invencíveis. Eles aprendem a reconhecer as falhas de seus comportamentos. Ar não pensa muito mais e expressa sentimento. Fogo não age tanto por impulso, pensa. E Terra aceita a realidade das mudanças.

 

O filme fecha com chave de ouro, quando Tocha/Fogo promove a todos, ao se exibir, traçando o símbolo do Quarteto Fantástico no céu.

 

Beijãozão nocês…

Yub


Novos endereços, o Yahoo! que você conhece. Crie um email novo com a sua cara @ymail.com ou @rocketmail.com.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.