fbpx

O Tarot e As cartas "voadoras" = muitas mensagens em conjunto!

Todo dia pela manhã eu tiro um par de Arcanos para me mostrar como será o respectivo dia. De vez em quando, ao embaralhar o monte dos Arcanos Maiores e depois os Menores, algumas cartas voam. Vão parar no chão. E eu considero que são estas as representantes do meu dia.

Ontem, Domingo, eu carregava minha filha no colo. E resolvi embaralhar cada maço com ela. E pedi:

– Sophia! Tira uma carta aqui pra mim.

Ela tirou do monte dos Arcanos Menores o SEIS DE ESPADAS

Aí lhe apresentei o maço dos Arcanos Maiores. E pedi, ao abrir em leque, mais uma vez para ela tirar uma carta. 
Só que desta vez ela puxou um tanto e três caíram ao chão. 
Imperador, Lua e Julgamento. 
Nunca tantos Arcanos representaram meu dia… rsrs 
Fui tocando o barco. Mais à noite, lendo o blog de um amigo meu, o Lexey (Alexey Dodsworth), me envolvi em significativas reflexões sobre o meu atual momento existencial. Sobre minha fé. Escrevi a respeito agorinha lá no blog de astrologia. Está aqui, caso queira mais detalhes: A Lei da Atração, Trânsitos de Plutão e a Crise Existencial
É impressionante o quanto O Imperador retrata uma situação que será marcante mais ao fim do dia. E nos jogos de Tarot de meus clientes, percebo que o fim do tempo perguntado é que “materializará” (Imperador) a questão abordada. 
Tenho também outro exemplo. No ano passado, uma amiga querida, a Ju, perguntou se o Atlético/MG iria ser campeão do Campeonato Brasileiro. E saiu o Imperador na Casa do resultado final. Diante do cenário dos pares de Arcanos pelas três Casas do Método usado, eu lhe disse que o Atlético não seria o campeão. Mas que conquistaria a vaga para a Libertadores. E essa conquista seria no fim do campeonato, provavelmente na última rodada. 
E o que aconteceu? Esse Imperador foi a realização no fim do prazo: não somente na última rodada, mas o jogo do Galo já tinha acabado. Dependia do Grêmio não ganhar do Inter lá no clássico gaúcho. E houve o empate. Esse jogo terminou após a partida do Atlético/MG. 
A Lua é um mergulho no inconsciente, em nossos medos e expectativas. E o Julgamento é um renascimento, o qual gera um maior comprometimento e responsabilidade na vida. Fruto da maturidade conquistada. E o 6 de Espadas é uma travessia. Reconhece-se os erros e resignadamente busca-se uma mudança, uma nova experiência, uma outra margem existencial. 
Se você ler o que escrevi no post lá no blog de astrologia, você entenderá 😉
Beijãozão nocês…
Yub

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.