fbpx

Planetas na Casa 12: libertando-se de renúncias aprisionantes…

 

Na terça-feira, no café da manhã, eu conversava com a Cris sobre algumas pessoas que conhecemos. Relatava um sintoma que notava em comum nelas: a dor de cabeça.


Há vários posicionamentos astrológicos que podem retratar a POSSIBILIDADE de uma dor de cabeça crônica. Porém, nestas sobre as quais conversávamos, todas têm Marte na Casa 12.


O Signo de Áries rege a cabeça. E o planeta regente de Áries é Marte. Este, portanto, quando se encontra na 12 pode indicar uma dor de cabeça (Marte) misteriosa (Casa 12). A pessoa pode fazer vários exames para tentar averiguar o que está causando tamanha dor de cabeça crônica/enxaqueca – e não ser detectado uma causa geradora do problema.


Então, refletindo a respeito das possíveis causas, eu e a Cris fomos juntando o que tais pessoas já compartilharam conosco. E detectamos uma postura em comum. Sabe qual é?


São pessoas que renunciaram (Casa 12) à sua vontade (Marte). Sacrificaram (Casa 12) o seu querer (Marte) para fazer a vontade dos outros. Privaram-se (Casa 12) de suas metas pessoais (Marte).

A Casa 12 tem essa dinâmica. Renunciar a questões pessoais por achar que é um pecado reinvidicar tais atributos – no caso, do(s) Planeta(s) que ali se encontra. A culpa em viver o que tal Planeta simboliza para benefício pessoal é tão grande que preferem renunciar à expressão dessa faceta de sua natureza. Com isso, os sintomas chegam. E trazem complicações na vida de cada uma.

Assim:

Sol na Casa 12: pode renunciar ao que lhe dá prazer, ao que faz bem ao seu coração, à sua criatividade, ao seu ego/eu para que outros se destaquem, outros tenham prazer, outros se sintam bem. São pessoas que costumam submeter-se o seu eu a uma figura paternal, tal como o pai.

Lua na Casa 12: pode renunciar ao que lhe proporciona segurança, nutrição emocional em prol do que a mãe ou a família sentem que é o mais seguro e satisfatório para elas.

Mercúrio na Casa 12: pode renunciar a estudos, pesquisas e intercâmbios intelectuais com outras pessoas em função das opiniões, ideias e temas que os outros consideram relevantes. Podem se sacrificar em prol de um irmão ou parente próximo.

Vênus na Casa 12: pode renunciar ao amor, ao prazer e ao dinheiro em prol de uma pessoa parceira, do modo que esta acha correto, bem como em função da situação financeira de um cônjuge, sócio ou outra pessoa.

Marte na Casa 12: pode renunciar às suas metas pessoais, à sua própria vontade, aos seus projetos e ao seu querer em função do que o outro (principalmente homens, parceiros, etc.) quer.

Júpiter na Casa 12: pode renunciar à expansão social, ao saber, a viagens, a cursos e à fé em função da fé de outro, da religiosidade e dos padrões culturais do outro.

Saturno na Casa 12: pode renunciar às ambições, ao trabalho, à profissão e à vocação em função das ambições, status e metas profissionais de alguma outra figura de autoridade, como dos pais, por exemplo.

Urano, Netuno e Plutão ainda estou estudando sobre que tipos de renúncia são estas que as pessoas com tais planetas na 12 fazem…

O detalhe CRUCIAL da Casa 12 é que essa renúncia acima citada é a negativa. É a renúncia que aprisiona. Existe a renúncia que liberta. Falarei sobre ela num próximo post.

Beijãozão nocês…
Yub

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.