fbpx

Qual é o seu destino? Edward Snowden e o Eixo Nodal mostram…

Eu sou fã de filmes e livros de espionagem. Sempre AMEI qualquer história do cara que é um espião. Obviamente, fiquei fascinado pelo que está rolando com o ex-consultor da CIA, Edward Snowden. E fui procurar os dados natais dele. 
Logo de cara sorri ao ver um detalhe. Ele tem a Lua em Escorpião, assim como eu. Além do fato de uma palavra estar contida na outra (EScorPIÃO), esse Signo simboliza bem o perfil de alguém vocacionado para a espionagem. Porque lida com segredos e questões secretas, perigosas, arriscadas. E tem o faro detetivesco para descobrir o que está escondido por trás das aparências. 
O detalhe é que no caso de Edward Snowden, ele tem o Ascendente em Gêmeos e mais trocentos planetas nesse Signo: Mercúrio, Marte e Sol. Olhe o mapa deste moço:
E agora entra um detalhe muito interessante, que me chamou a atenção de uma maneira impactante. 
Edward Snowden tem Marte em conjunção exata com o Nodo Norte em Gêmeos. E na Casa 1 – a que torna tudo ESCANCARADO!
Ou seja, era o destino dele (nodo norte) ter a coragem (Marte) de divulgar informações (Gêmeos) de um modo em que sua personalidade iria se evidenciar (Casa 1). O Sol em Gêmeos também está ali, fazendo conjunção a Marte-Nodo Norte. Ou seja, ele teria como destino (nodo norte) ser reconhecido (Sol) como alguém que brigou (Marte) pela liberação de informações (Gêmeos).
Aí entra o detalhe do nodo sul. Este está em Sagitário e na Casa 7 – e em conjunção com Netuno. Inevitavelmente, cumprir o destino dele (nodo norte) de agir corajosamente (Marte) para espalhar informações (Gêmeos) de um modo claro (Sol) e que o evidenciaria (Casa 1) geraria conflitos (oposição com Sagitário) legais e judiciais (Casa 7 e Sagitário) repletos de confusões, incertezas e nebulosidades (Netuno).
Essa tendência a enfrentar poderosas figuras de autoridade (Saturno em conjunção com Plutão) envolvendo temas de diplomacia e acordos legais-judiciais (Libra) também é vista nessa conjunção libriana. E o quanto Edward Snowden se inclina a se associar (Libra) com partes conflitantes (Libra) ao exercer seu poder pessoal e profissional (Saturno-Plutão). Não por acaso ele trabalhava (Saturno) de forma escondida (Plutão) com o inimigo (Libra) para ter poder (Saturno-Plutão) sobre o outro (Libra). Agora ele virou a casaca (Libra) e está contra o poderoso inimigo chamado PRESIDENTE OBAMA – representante dos EUA. 
A Casa 6 é a do trabalho. Lá está o Signo de Escorpião. Trabalhar (Casa 6) com espionagem (Escorpião). Tem a Lua ali – o que lhe dá muita satisfação emocional (Lua) trabalhar (Casa 6) com algo secreto (Escorpião). E Marte – regente do Signo de Escorpião – está em Gêmeos. Ou seja, o trabalho com algo secreto (Casa 6 em Escorpião) inevitavelmente estaria ligado a questões voltadas ao campo das informações e da comunicação (Marte em Gêmeos).
E toda essa dinâmica foi ativada justamente quando?? Quando Marte – em seu trânsito pelo Signo de Gêmeos – estava aí transitando pela Casa 1 do Mapa Astral de Edward e retornando à sua posição natal. Marte é o grande gatilho do Zodíaco. Ele vai passando e vai ativando tudo. 
O que me chamou a atenção, portanto, foi ver Edward Snowden cumprindo o seu destino (nodo norte). 
Eis um trecho da carta que ele divulgou e está publicado no Wikileaks:
10/07/2013
Carta de Snowden à opinião pública internacional
“Faz uma semana que fugi de Hong Kong depois que ficou claro que a minha liberdade e a minha segurança estavam ameaçadas por ter revelado a verdade. A minha liberdade só se manteve graças aos esforços dos meus novos e antigos amigos, familiares, e outras pessoas, às quais nunca conheci e provavelmente nunca conhecerei. Confiei-lhes a minha vida e eles confiaram em mim, algo pelo que sempre lhes ficarei agradecido.
Na quinta-feira (4), o presidente Obama declarou diante de todo o mundo que não iria permitir que qualquer diplomata “entrasse em ditos e manobras” sobre o meu caso. No entanto, soube-se agora que depois de ter prometido não fazê-lo, o presidente ordenou ao seu vice-presidente que pressionasse os líderes das nações às quais solicitei proteção para recusarem as minhas petições de asilo.
Este tipo de mentira de um líder mundial não é correta, nem corresponde a uma sanção ilegal por expatriação. Esta é, na realidade, a antiga má prática da agressão política. O seu propósito consiste em assustar não a mim, mas sim aos que se dispuserem a seguir o meu exemplo.
Durante décadas, os Estados Unidos foram um dos mais enérgicos defensores do direito humano a solicitar asilo. Lamentavelmente este direito, gizado e aprovado pelos Estados Unidos no artigo 14 da Declaração Universal dos Direitos Humanos, está sendo atacado pelo atual governo do meu país. A administração Obama adotou pela estratégia de utilizar a nacionalidade como arma.
Mesmo sem me terem acusado de nada, revogaram unilateralmente o meu passaporte, convertendo-me num apátrida sem qualquer tipo de ordem judicial e, além disso, a administração pretende também agora privar-me de um direito fundamental. Um direito que pertence a todos: o direito a solicitar asilo.
Concluindo, o governo de Obama não teme os denunciantes como eu, ou Bradley Manning ou Thomas Drake. Somos apátridas, ou presos ou inofensivos. Não, a administração Obama não tem medo de nós. Tem medo de uma sociedade informada, enojada, que exige o governo constitucional que lhe foi prometido e que deveria ter.
Estou firme nas minhas convicções e estou impressionado pelo esforço e ajudas empreendidos por muitos”.
Edward Joseph Snowden 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.