fbpx

Refletindo sobre os Ciclos!

Refletindo sobre os ciclos

O que há de novo ou repetitivo na sua vida neste novo ano?

 
O que você procura repetir todo final de ano para entrar no
próximo? Há algum ritual costumeiro, como passar o Reveillon de roupa
branca? Ou você faz diferente? Cada ano cria um detalhe novo no
ritual de passagem?
 
Eu procuro observar o Ano Pessoal que estarei a
partir de 1o. de Janeiro. De acordo com o Número que simbolizará os
tipos de situações, desafios e aprendizados, eu me preparo
internamente para enfrentá-los. É mais um ritual interno do que
externo. Medito e reflito nas primeiras horas do novo ano sobre como
poderei encarar o colorido dos aprendizados que terei nos meses
seguintes.

O interessante é observar o quanto a vida é uma eterna repetição.
Sempre me intrigou ver, por exemplo, uma pessoa ficar gripada quase
sempre em determinado mês do ano, ou de três em três anos. E aqueles
casos em que uma pessoa namora durante dois anos e termina, aí em
seguida começa a namorar de novo e finaliza essa outra relação depois
de dois anos novamente? Você percebe esses ciclos se repetindo em sua
vida ou na de pessoas próximas?

Eu fico com aquela vontade de compreender esses ciclos que
constantemente se repetem. Como lidar com esses retornos? De quais
maneiras podemos reagir mais sabiamente perante essas situações
semelhantes a outras que já vivemos em outras épocas? A Numerologia
me ajuda muito nesse processo. Como?
Através do cálculo do Ano Pessoal e dos Trimestres de cada
ano, posso identificar qual o colorido de cada ciclo desses e
comparar com o que vivi anteriormente quando passava pelo mesmo
trânsito numerológico. Todas as pessoas, por exemplo, estão no Ano
Pessoal em 2009 de mesma simbologia do seu 4o.Trimestre de 2008.
 
As pessoas que, como eu, têm a soma do dia e do mês de seu nascimento
gerando o número 6, estão no Ano Pessoal 8 em 2009. E viveram o
4o.Trimestre de 2008 simbolizado pelo mesmo Número 8. Os aprendizados
que extraímos a respeito de questões financeiras vividas no último
trimestre do ano passado (Trimestre 8), poderão ser úteis também
durante todo este ano de 2009 (Ano Pessoal 8).

Como faço uso de um diário desde 1997, eu tenho registrado o
que vivo, sinto e compreendo. Com o conhecimento numerológico, ou
seja, sabendo, por exemplo, qual Ano Pessoal estou e qual Trimestre
Pessoal me encontro, coloco essas simbologias ao lado do que escrevo
no meu diário. Por exemplo: abri uma conta poupança em 2001. Foi uma
decisão muito marcante, pois a partir dela desenvolvi hábitos bem
bacanas em termos de lidar com o dinheiro. Estava no Ano Pessoal 8.
Como agora também estou num ano simbolizado pelo 8, o que aprendi em
termos financeiros naquela época me ajuda a lidar mais sabiamente com
essa mesma questão material atualmente.

Mas independente de se saber em que Ano Pessoal ou Trimestre
Pessoal se encontra, o importante é você se observar. Preste atenção
nas situações que se repetem em sua vida com uma certa constância.
Geralmente, os eventos marcantes que costumam ocorrer de tempos em
tempos ficam bem gravados em nossa memória. Caso tenha dificuldade de
lembrar que, por exemplo, a crise profissional ou afetiva vivida hoje
é bem semelhante com outras já vividas por você, ter um diário pode
ser uma ótima ferramenta.

Assim, procure identificar se já viveu situação parecida no
passado. Lembre como reagiu a ela, quais as consequências
posteriores. Reflita sobre o que pode fazer diferente desta vez e
quais atitudes pode repetir, mas aprimorando-as. Faça o exercício de
anotá-las, para que possa aproveitar essas sugestões em outras
ocasiões.

Beijãozão nocês…

Yub
obs.: texto originalmente postado na Revista Personare


Veja quais são os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top 10CelebridadesMúsicaEsportes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.