fbpx

Tarot: durante três meses, você não tem livre-arbítrio!

Cada dia que passa, mais difícil se torna enxergar o livre-arbítrio durante três meses na vida de meus clientes. Ao ver cada par de Arcanos em cada Casa do Mandala que jogo, fico abobado com o fatalismo dessas previsões.

Caramba… nem acredito que eu estou dizendo isso… nem acredito que usei a palavra fatalismo… Meu Deus… rsrs

Não, peraí! Deixe-me reformular a percepção acima.

Nos próximos três meses, realmente, não há como escapar do que os pares de Arcanos estão mostrando que ocorrerá em cada área de sua vida (em cada Casa do Mandala). Porém, vale a pena observar um pequeno detalhe.

Quem agiu, escolheu e decidiu há algum tempinho como viver cada área de nossa vida foi a própria pessoa. Ou seja, esses três meses de “fatalidade” nada mais são do que a pura consequência de ações tomadas por ela própria em cada esfera de seu existir (Casa do Mandala).

Então, não adianta espernear, vociferar contra o Destino. Você plantou, você colhe. E está ali, em cada par de Arcanos do Tarot que saiu em seu Mandala o reflexo dessa plantação. O Tarot está revelando as consequências para os próximos três meses do que vem plantando em termos de pensamentos, sentimentos e ações em sua vida, em cada área da mesma.

Mas se saiu A Temperança na Casa 6 de seu Mandala, o fatalismo de ter de lidar com conflitos e divergências no ambiente de trabalho é fato. Não adianta reclamar. Algo você fez para que a Temperança ali retratasse bem o que precisa lidar nos próximos três meses de validade de seu Mandala nessa esfera profissional e cotidiana (Casa 6).

Você pode ter evitado o confronto, o diálogo aberto, sincero. Não demonstrou suas insatisfações e seus desejos no ambiente de trabalho. E agora precisa arcar com as consequências, ou seja, aparar as arestas e os conflitos que estão escancarados nestes próximos três meses de sua vida. Porque A Temperança está mostrando que não há como escapar. O fato de ter evitado os ajustes no passado te obriga a agir com mais paciência e ponderação na harmonização dos conflitos que tomaram a proporção que tomaram atualmente.

Pronto! Agora ficou melhor. Elaborei com mais clareza o que quis dizer com essa fatalidade de três meses do Tarot. Ou não?

Beijãozão nocês…
Yub

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.