Trilogia Millennium, intuição e sincronicidades!

trilogiamillennium
Ano passado eu li o primeiro livro da Trilogia Millennium, do genial Stieg Larsson. Como gosto de livros repletos de mistério, investigação e envolvendo serial killers, AMEI! Porém, em determinados pontos de “Os homens que não amavam as mulheres”, achei cansativo, excessivamente detalhista. 
Porém, ao continuar a trama, vi que tais detalhes eram extremamente necessários. Só que não comprei o volume 2. Não dei continuidade na trilogia. Então, a sincronicidade ocorreu, levando-me novamente na leitura da saga de Lisbeth Salander e Mikael Blomkvist. Compartilho com vocês.
Na sexta-feira passada, dia 17/06/11, tinha de ir à Biblioteca Pública. Chegara o dia de devolver dois livros. Chegando lá, logo no andar da locação, me deparo com uma exposição de livros. 
Inicialmente, pensei que eram livros a serem vendidos por um preço bem em conta. E não dei muita bola. Fui logo na estante em que os exemplares devolvidos. Ali, os funcionários os organizam para, então, distribuirem aos seus respectivos locais. 
Ao passar os olhos nestes livros, me deparei com um sobre a história da matemática. Como trabalho com Numerologia e gosto de buscar na herança da matemática as influências de Pitágoras, achei interessante o livro. Dei uma folheada. Mas não me satisfez por completo. Não quis pegá-lo. 
Fui até o computador. Tinha o plano de verificar se haveria algum exemplar na área da informática. Porque estou em busca de cógidos HTML para que possa colocar um player no blog de Tarot. O objetivo é o de publicar cada podcast de entrevistas que farei com tarológos através de um player em cada leitor do blog possa ouvi-lo ali mesmo. Não quero colocar link do 4shared para o podcast ser ouvido apenas nesse site. 
Peguei o número de localização de um livro de HTML. Quando comecei a andar na direção da estante desse livro, passei novamente pelos livros que estavam expostos na entrada do andar de locação. Foi aí que dei de cara com os livros de Stieg Larsson. E justamente os volumes 2 e 3 que ainda não tinha lido. 
Olhei para o lado e vi um funcionário da biblioteca. Eu lhe perguntei:
– Esses livros são para comprar?
– Não – ele respondeu. São livros que acabam de chegar. A Biblioteca Pública recebeu esse lote de novos livros. 
E eram novos mesmo. 
Como só podem ser locados apenas dois exemplares por pessoa, peguei apenas o volume 2. Afinal, considerava que locaria o de HTML. Porém, pensei direitinho e peguei o volume 2 e 3. Porque talvez o livro de HTML não responderia minhas dúvidas para os códigos de player. 
E assim aconteceu. Ao folheá-lo, vi que não me informava os códigos HTML para player. Loquei os volumes 2 e 3, feliz da vida. 
Não voltaria para casa. Combinara com a Cris de encontrá-la na Faculdade para comermos o delicioso strogonoff de lá. Eu aguardaria ela fazer sua prova e voltaríamos juntos para casa. Por isso, fiz um caminho diferente do que costumo fazer quando volto para casa. Fui à pé.
No trajeto, passei numa rua. Observei uma cafeteria que até então nunca tinha reparado. Seu nome? Caffè Latte
Cheguei na faculdade e comecei a ler A MENINA QUE BRINCAVA COM FOGO. Puxa… já fui fisgado logo de cara. Esse livro é MUITO melhor que o primeiro. Impressionante como Stieg Larsson escreve bem pra caramba. Hipnotiza a gente.
Ao ler o livro, me deparo com dois detalhes que me fizeram sorrir.
O primeiro diz respeito ao livro que Lisbeth Salander está mergulhada: Dimensions in Mathematics. É uma versão de bolso de um tijolão de mil e duzentas páginas sobre a HISTÓRIA DA MATEMÁTICA desde a antiguidade grega até as tentativas contemporâneas de dominar a astronomia esférica.
Caraca!! E o primeiro livro que fucei na biblioteca pública falava da HISTÓRIA DA MATEMÁTICA!!
E o segundo detalhe é o que Lisbeth vive pedindo no início do livro, lá no hotel em que está hospedada… CAFFÈ LATTE!!!!!! O nome da cafeteria que me deparei no caminho até a faculdade… rsrs
Como gosto de perceber essas sincronicidades, pois as considero belos indicadores do caminho que podemos seguir na vida, li – e estou lendo – com ainda mais prazer o segundo volume da Trilogia Millennium. 
Beijãozão nocês…
Yub 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *