fbpx

Você tem medo de quê?

Ontem à tarde, logo após voltar da terapia, eu escrevi no twitter:
@yubmiranda: “O caminho do crescimento é o caminho do medo. Onde reside nosso medo é para onde devemos ir. Eis o rumo apresentado pelo Self.”
Como a Lua continua em Escorpião,
vale a pena a gente prosear sobre a força que se esconde no nosso medo. Afinal, Escorpião simboliza a coragem de encarar nossos medos de frente, compreendê-los e superá-los. Nessa superação, nós nos sentimos renascidos, mais fortes.
Na terapia ontem, ao trabalhar com dois sonhos, eu percebi bem claramente o quanto aquilo que mais almejamos realizar – e que temos mais medo – representa a nossa fonte de crescimento.
Muitas vezes, haverá dois caminhos à nossa frente: um é marcado pelo desejo do ego. E outro é o do desejo do Self. O ideal é reconhecer tanto um quanto outro. E tentar “convencer o ego” a se entregar ao caminho do Self.
A terapia é excelente que me mostra minhas ilusões. Eu estava considerando um determinado caminho (com seus respectivos projetos e oportunidades) o mais apropriado, em detrimento de outro (também com suas oportunidades e projetos).
Só que na minha própria fala, a tonalidade empregada por mim ao falar de cada caminho foi reveladora. Porém, só com a escuta do outro (no caso, do psicólogo junguiano com o qual faço terapia),  essa percepção pôde ser bem delineada, sacada, comprovada.
Reconheci que o medo era muito mais presente no caminho apresentado pelo Self. O desafio do ego era simplesmente comodista, não mexia tanto comigo, não me demandava o desenvolvimento de certas posturas que são necessárias ao meu crescimento.
Foi aí que me lembrei de Michael Jordan, o gênio do basquete norte-americano (e mundial, claro). Eu comprei na semana passada o livro NUNCA DEIXE DE TENTAR, com apresentação e comentário do Bernardinho.

Eu sou fã de Bernardinho. Procuro praticar os princípios que ele divulga em seus dois livros (Transformando Suor em Ouro e Cartas a um Jovem Atleta). E, claro, quis ver qual é desse livro do Jordan, pois o tenho como referência de sucesso.
O livro – fininho – é riquíssimo! Num dos capítulos, no qual ele aborda a questão do medo (O Medo é uma Ilusão), há isto escrito:
“Não fico pensando nas consequências de errar um arremesso decisivo. Por quê? Porque quando pensamos nas consequências, sempre imaginamos um resultado negativo.
Uma vez que esteja envolvido, não penso em nada que não seja o que quero conquistar. Qualquer medo é uma ilusão. Você acha que há algo atrapalhando seu caminho, mas na verdade não há nada ali. O que existe é uma oportunidade para você fazer o seu melhor e obter sucesso.
Se, no fim, o meu melhor não for suficiente, pelo menos poderei olhar para trás e dizer que não tive medo de tentar. Talvez eu não fosse bom o bastante. Mas não há nada de errado nisso nem nada a temer. O fracasso sempre me levou a tentar com mais entusiasmo na vez seguinte.
Às vezes o insucesso nos deixa mais perto de onde queremos chegar. Se estou tentando consertar um carro, toda vez que faço algo que não funciona, fico mais perto de encontrar uma solução.
Às vezes acho que, no esporte, o medo vem da falta de foco ou de concentração. Se no momento de um arremesso livre, diante da cesta, eu imaginasse os milhões de pessoas que assistiam à minha jogada pela TV, jamais teria conseguido fazer alguma coisa.
Assim, mentalmente, eu procurava me colocar num ambiente familiar. Pensava nas infinitas cestas que já tinha feito com os mesmos movimentos e usando a mesma técnica.
Portanto, esqueça o resultado. Você sabe que está fazendo a coisa certa. Relaxe e execute. A partir daí já não está mais no controle. Está fora das suas mãos, então não se preocupe mais.”
São frases que mostram a importância de tentar – e de largar mão do controle. E foi o que meu psicólogo disse a respeito do caminho que está se abrindo para mim. Não importa se dará certo ou errado. O que importa é eu vivenciá-lo. A vivenciação dessa oportunidade será bastante apropriada para o meu atual crescimento. É isso o que meu Self quer. E é isso que importa.
Beijãozão nocês…
Yub

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.